ESCOLHA TEU DESTINO

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex 1 Jan 2016 - 19:42


Balrus executou um salto corajoso, mas felizmente caiu sobre areia fofa naquele terreno eclético; ele não poderia atingir o monstruoso e cruel minotauro, pois ele estava no centro da arena, sobre o olhar de Zakharov.

Ao redor, a visão de figuras conhecidas: seus companheiros se juntavam a ele. Balrus está entre eles e ete capta com sua visão periférica o clérigo Bhelegan com seu machado, que tanto fizera para mantê-lo vivo. A sua amiga necromante, Kika vinha logo atrás.

Afastado, mas percebendo que poderia se beneficiar se a vitória fosse possível, Rurik usava de suas habilidades ladinas para passar desapercebido enquanto adentrava na arena.

MAPA:

B1-Balvalrim Helvallentir-Cruzado 3º 
B2-Balrus Lanun-Feiticeiro da Pólvora 3º
B3-Bhelegan Gorolar-Clérigo de Tenebra2º
R-Rurik Holderhek-Ladino 2º
K-Kika With-Necromante 2º
F-Filhote Indefeso
RC-Random Char-Outros participantes
M-Minotauro Monstruoso Cruel
l_l-1,5m
O-Área com água
E-Estrutura Sólida
e-Estrutura
Precária[Armadilha?]
a-ARBUSTOS
T-Árvore alta
P-Palmeira alta[Repleta de cocos]
w-Mostruário de Armas[Todas ótimas]
H-escadas  
X-Fosso profundo
#-Pira Inflamável
t-Tochas acessas
$-Desafios Extras

_________________________________________________________________
lRl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lW_l_W_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l   l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxl$lxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_B3_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_lM_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_B1_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_lPl_lElEt_tElEl_l_l_l_t  
l_l_B2_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_Hlel_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l         
l_l_lKl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_Hlelel_l_l_l_l_lElol$lolEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_lFl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEt_tElEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l
t_l_l_l_l_l_l_lalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_t
l_l_l_l_l_lalalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
l_l_l_l_lalTlTlTlalalalTl_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_lElHlEl_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lTlTlTlTlTlTlalalTl_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_lel_l_l_l    
l_l_l_l_lalalalTlal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelelelelel_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l                                    l_l_l_l_lalTlTlal_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l    
Wl_l_l_lTlTlal_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lEl_l_lW    
l_l_l_l_lTlal_l_l_l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lal_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_lEl_l_lElelelElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_l  
Wl_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_lW
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_l_l_l_l_l  
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_l_l_l_lPlPl_l_lEl_l_lElElElElElEl_l_l_lEl_l_lEl_l_l_l
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l
l_l_l_l_l_l_lal_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l_l_l
l_l_l_l_lalalalal_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_lElElElElElElelElElElElElEl_lEl_l_lEl_l_lEl_l_l  
l_l_lalalalalalalalal_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_lElEl_l  
l_l_lHlElalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lElElElElElElElElElElElElElElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l
l_lElHlElEl_lalalal_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_lEl_lEl_l
l_lEl_l_lEl_l_l_lal_l_l_l_l_l_lEl_lElElElEl_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_lEl_l
l_lEl_t_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElElElEl_l_lEl_lEl_lEl_l_lEl_l_l
l_l_lElEl_l_l_l_l_l_t_l_l_l_l_lElW_l_ltl_l_l_Wl_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l


Ele e seus companheiros deveriam avançar até o inimigo, ou dar a volta para surpreendê-lo. Mais indivíduos os seguiam, adentrando na arena para participar do julgamento também.

De todo modo, o oponente parentava ser mais poderoso do que qualquer um deles e, se aquilo fosse como o último desafio (com um adversário muito mais poderoso do que o desafiante), precisaria de todo trabalho em equipe que pudessem para vencer.

Infelizmente, a equipe já estava desfalcada, já que a tatuadora surrealista muda havia sido espantada.

SÚBITO: Por um mero instante, que se discorre como se em câmera lenta, a visão de todos é tomada de uma clareza divina. Todos sentem como se abençoados pela mesma força de antes, esclarecendo as dúvidas e apontando todas as armadilhas do mapa e respondendo as dúvidas sobre o mapa da arena. Vos não tem dúvidas, é teu pai Heredrimm que os abençoava diante d euma prova tão dura a frente.

E agora? O que fazer?


1) Avançar; correr e efetuar um ataque de carga diretamente, mesmo que chame toda a atenção do inimigo contra si.

2) Flanquear usando o cenário; estudar o ambiente e usa-lo para atacar.

3) Focar na defesa enquanto "tanka" o oponente; prostrar-se com uma defesa forte diante do oponente, garantindo a segurança dos demais enquanto mantém uma defesa forte.

4) Usar da estratégia da distância; manter-se seguro enquanto usa de suas magias para apoiar ou causar dano, ou mesmo dar oportunidade dos demais participantes atacarem.


Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Thiago Ferris em Seg 4 Jan 2016 - 9:35

Balrus corre em direção a estrutura ( eeeee) e os arbustos (aaaa) a sua direita para conseguir proteção, quando chega a um ponto que considera abrigado ele recarrega sua arma.
avatar
Thiago Ferris
Filhote
Filhote

Mensagens : 18
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Filho de Tenebra em Qua 13 Jan 2016 - 15:43

Irmão Zigramm

Eu sabia que logo estaria morto.
A única razão daqueles brutamontes enlouquecidos pelo medo do progresso terem poupado a minha vida quando queimaram meu mosteiro e todos que conhecia era para fazer um espetáculo com minha morte. Não que eu fosse um clérigo especial, era só o mais fisicamente fraco (só fisicamente). Fui fantasiado magicamente de sulfure (admito que fiquei fabuloso) para que o show ficasse mais impressionante, seria o primeiro a ser enforcado em nome de Heredrimm (como se o Pai fosse aprovar tal farsa!), mas pela quantidade de pessoas amarradas que chegavam a todo segundo não essa praça se tornaria um abatedouro (se bem que até esses são mais anões, afinal há uma razão plausível para as morte de animais), que nossa Mãe Tenebra nos proteja, nesse plano ou nos próximos!  
___

Acordo em um lugar estranho e divino (mas obviamente não de uma divindade que importe) um cóliseu quase vazio, fora o ocasional elfo ou minotauro. Estranhando o fato de não estar nem no Paraíso de Tenebra, nem no Inferno de Heredrimm (opinião pessoal é claro), me vejo sem a fantasia de antes e também descubro no chão a minha frente uma mochila com vários dos pertences de meus irmãos mortos do convento (roupas, armas, poções, livros...). Agradecendo a Deusa Mãe me apresso a sair daquele lugar (a luz da pira gigante me incomoda muito).

https://br.pinterest.com/pin/463167142907621742/

Filho de Tenebra
Filhote
Filhote

Mensagens : 4
Data de inscrição : 07/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Sab 16 Jan 2016 - 16:51

Kika apenas conjurou um monstro a frente do seu alvo queria eliminar aquele monstro de uma vez por todas e ir embora para casa, assim que a criatura conjurada por ela apareceu ela o comandava a atacar.

OFF: Magia Invocar monstro 1, usando minha armadura óssea meu cajado e só.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Dom 24 Jan 2016 - 17:50

Zigramm podia assistir logo abaixo a cena que se descrevia na arena.

Três figuras de aspecto divino julgavam um combate em que vários anões pulavam para tomar parte.

Súbito, o clérigo percebeu que aqueles eram seus vizinhos, pessoas que vira uma vez ou outra na cidade, inclusive o festeiro padre Bhelegan da pequena capela que ficava quase fora de Erin.

Todos eles rumavam, aparentemente, para proteger um filhote de aspecto draconiano de um monstruoso minotauro com um imenso machado de haste.

O monstruoso guerreiro nem deu bolas para os anões que adentravam a arena para participar do seu julgamento por combate, ele correu em direção ao filhote de dragão para golpear com o seu grande machado de haste, mas, no último instante, a criatura foi retirada de sua mira, flutuando no ar, enquanto a arma golpeava o chão levantando apenas areia.

O minotauro semi-primal olhou para o lado esquerdo em que o filhote flutuava e finalmente enxergou os invasores eänicos.  

Junto ao grupo, o servo de Tenebra, o bondoso e festeiro Bhelegan orava na prece que salvara a vida do filhote inocente, uma cota de orações numa mão e o machado anão na outra. Do seus lados, vários heróis que morreram protegendo a população inocente de Erin, na noite que se acometeu a loucura entre os anões e vizinho matou vizinho.

O monstro virou para enfrentar aqueles anões.

A necromante Kika invocou com uma de suas ratazanas esqueléticas para distrair o monstruoso minotauro. o Diminuto minio surgiu de uma pequena nuvem de energia negativa que se dispersou rapidamente.

O feiticeiro da pólvora, Balrus rumou para uma frágil estrutura e armou-se para fuzilar o inimigo assim que entrasse na sua mira, com suas pistolas, mosquete ou sua magia herdada se fosse preciso.

Balvalrim não esperou o monstro se aproximar muito e correu para uma estrutura maior, firme, afim de subir nela e usa-lá para realizar a sua patenteada corrida de carga com salto; era uma manobra perigosa para ele mesmo, mas que ele criara para dar cabo de oponentes muito mais poderosos como aquele.

Atrás de todos, quase invisível, o ladino Rurik seguia pela parede norte da arena, desapercebido de todos.

O minotaurou avançou para encontrar o anão mais próximo, a arma de haste ao lado, ele preparava uma chifrada contra o primeiro oponente que conseguisse alcançar.

Se atingisse, com certeza a pessoa morreria empalada quase na hora.

MAPA:


B1-Balvalrim Helvallentir-Cruzado 3º 
B2-Balrus Lanun-Feiticeiro da Pólvora 3º
B3-Bhelegan Gorolar-Clérigo de Tenebra2º
R-Rurik Holderhek-Ladino 2º
K-Kika With-Necromante 2º
M1-Minion de Kika(Ratazana esquelética)
F-Filhote Indefeso
RC-Random Char-Outros participantes
M-Minotauro Monstruoso Cruel
l_l-1,5m
O-Área com água
E-Estrutura Sólida
e-Estrutura
Precária[Armadilha?]
a-ARBUSTOS
T-Árvore alta
P-Palmeira alta[Repleta de cocos]
w-Mostruário de Armas[Todas ótimas]
H-escadas  
X-Fosso profundo
#-Pira Inflamável
t-Tochas acessas
$-Desafios Extras

_________________________________________________________________
l_l_l_l_lRl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lW_l_W_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l   l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxl$lxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_B3_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l_l_l_B1_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_lPl_lElEt_tElEl_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_Hlel_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l         
l_l_lKl_l_l_M1_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_M_l_l_lPl_Hlelel_l_l_l_l_lElol$lolEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l##lFl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l  
l_l_l_l_l_l_B2_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEt_tElEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l
t_l_l_l_l_l_l_lalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_t
l_l_l_l_l_lalalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
l_l_l_l_lalTlTlTlalalalTl_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_lElHlEl_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lTlTlTlTlTlTlalalTl_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_lel_l_l_l    
l_l_l_l_lalalalTlal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelelelelel_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l                                    l_l_l_l_lalTlTlal_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l    
Wl_l_l_lTlTlal_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lEl_l_lW    
l_l_l_l_lTlal_l_l_l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lal_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_lEl_l_lElelelElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_l  
Wl_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_lW
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_l_l_l_l_l  
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_l_l_l_lPlPl_l_lEl_l_lElElElElElEl_l_l_lEl_l_lEl_l_l_l
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l
l_l_l_l_l_l_lal_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l_l_l
l_l_l_l_lalalalal_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_lElElElElElElelElElElElElEl_lEl_l_lEl_l_lEl_l_l  
l_l_lalalalalalalalal_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_lElEl_l  
l_l_lHlElalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lElElElElElElElElElElElElElElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l
l_lElHlElEl_lalalal_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_lEl_lEl_l
l_lEl_l_lEl_l_l_lal_l_l_l_l_l_lEl_lElElElEl_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_lEl_l
l_lEl_t_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElElElEl_l_lEl_lEl_lEl_l_lEl_l_l
l_l_lElEl_l_l_l_l_l_t_l_l_l_l_lElW_l_ltl_l_l_Wl_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l

avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Qua 3 Fev 2016 - 9:43

Kika apenas conjurava Meteorito de Vectorius sobre o minotauro, queria acabar com aquela luta de uma vez por todas, vendo que sua invocação foi uma verdadeira piada sem graça frente a criatura, agora ela só poderia se manter afastada atacando com magias.

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Dthanatus em Dom 21 Fev 2016 - 12:12

TUMMM! TUMMM! TUMMM!

O som do ao se chocando era a melodia frenética do campo de batalha Balvalrim golpeava o machado contra o escudo para atrair tanto o minotauro quanto qualquer coisa que pudesse e quisesse ser fatiada pelo servo do dragão.

Se queres enfrentar um dragão, besta imunda, há de enfrentar-me, aqui e agora!

Balvalrim rugiu em draconico, uma prece de ódio e destruição, um dragão saltou das costas do Cruzado do Tirano, e investiu contra o minotauro desferindo uma saraivada de golpes.

off escreveu:Conjuro invocar espirito animal
avatar
Dthanatus
Filhote
Filhote

Mensagens : 29
Data de inscrição : 08/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter 1 Mar 2016 - 11:39

Do alto de onde estava, Balvalrim lançou a invocação do seu espírito dragão aliado por sobre  inimigo. Na queda, o espírito semi-material não se feriu, mas consegui enterrar uma mordia no couro do inimigo, que grunhiu em resposta, como se apenas tivesse sido aborrecido. Porém, o adversário verteu sangue real.


Dragão Espiritual:
Espírito Aliado I: Espírito 1; tamanho Pequeno, desl. 9m; PV: 6; CA 14 (+1 tamanho, +1 Des, +2 natural); corpo-a-corpo: pancada ou mordida +2 (1d4+1); visão no escuro; Fort +3, Ref +3, Von +2; For 12, Des 12, Con 12, Int 8, Sab 10, Car 8. Perícias e Talentos: Furtividade +5, Iniciativa +5, Percepção +4; Vitalidade.

O espírito aliado permanece até o fim da magia, ou até seus PVs chegarem a 0, ou até ser expulso. Em todos os casos o espírito retorna automaticamente para seu plano de origem.

Minotauro monstruoso perde -4pvs.

O desafio do Cruzado do Terceiro chamou a atenção do poderoso mino, que virou-se para enfrentar o ser espiritual invocado contra si. Ele girou seu machado  semelhante a uma longa acha. E, num instante, a fera espiritual de Balvalrim já não estava mais no campo de batalha, desvanecendo-se como uma lufada de vento.

O monstruoso minotauro começou a marchar ameaçadoramente em direção

A ratazana esquelética de Kika continuava a sua frente, quando ela invocou um meteorito que caiu em cima do alvo. O projetil não era grande, mas o golpe foi forte: a bala luminosa e envolta em gaz chamuscante desceu acertando a armadura peitoral do mino, criando um amassado feio e o fazendo cair para trás. O meteorito se espatifou no momento do impacto, voando pedacinhos em todas as direções.

Minotauro monstruoso sofre -24pvs.

O mino cuspiu sangue ao se ajoelhar, mas, apoiando-se em sua haste, ele ergueu-se e já emitia um urro de desafio.

Minotauro monstruoso se aproxima de Kika.

Ele mirava a maga agora, já alcançado a sua criatura esqueleto.

O monstrinho tentou morde-lo com seus dentes ossudos, bem numa de suas canelas, mas não consegui passar pelo couro duro e o pelo espeço do monstro.

De onde estava, Balrus assitia de tudo e , com a guarda baixa do oponente após receber um golpe daqueles, finalmente o feiticeiro tinha uma mira decente.

Por todos os lados, outros irmãos anões rodavam pela arena, participando como pudessem do Julgamento por Combate realizado por seu deus da força, Zakharov, que assistia a tudo, junto com o outro deus, Heradrim, pai e deus da justiça, e a ex-deusa e escrava Glorienn, agrilhonada aos pés do deus de cornos e machado.

MAPA:


B1-Balvalrim Helvallentir-Cruzado 3º 
B2-Balrus Lanun-Feiticeiro da Pólvora 3º
B3-Bhelegan Gorolar-Clérigo de Tenebra2º
R-Rurik Holderhek-Ladino 2º
K-Kika With-Necromante 2º
M1-Minion de Kika(Ratazana esquelética)
F-Filhote Indefeso
RC-Random Char-Outros participantes
M-Minotauro Monstruoso Cruell
l_l-1,5m
O-Área com água
E-Estrutura Sólida
e-Estrutura
Precária[Armadilha?]
a-ARBUSTOS
T-Árvore alta
P-Palmeira alta[Repleta de cocos]
w-Mostruário de Armas[Todas ótimas]
H-escadas  
X-Fosso profundo
#-Pira Inflamável
t-Tochas acessas
$-Desafios Extras

_________________________________________________________________
l_l_l_l_lRl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lW_l_W_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l   l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxl$lxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_B3_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l_l_l_B1_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_lPl_lElEt_tElEl_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_Hlel_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l         
l_l_lKl_l_l_M1M_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_Hlelel_l_l_l_l_lElol$lolEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l##lFl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l  
l_l_l_l_l_l_B2_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEt_tElEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l
t_l_l_l_l_l_l_lalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_t
l_l_l_l_l_lalalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
l_l_l_l_lalTlTlTlalalalTl_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_lElHlEl_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lTlTlTlTlTlTlalalTl_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_lel_l_l_l    
l_l_l_l_lalalalTlal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelelelelel_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l                                    l_l_l_l_lalTlTlal_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l    
Wl_l_l_lTlTlal_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lEl_l_lW    
l_l_l_l_lTlal_l_l_l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lal_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_lEl_l_lElelelElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_l  
Wl_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_lW
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_l_l_l_l_l  
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_l_l_l_lPlPl_l_lEl_l_lElElElElElEl_l_l_lEl_l_lEl_l_l_l
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l
l_l_l_l_l_l_lal_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l_l_l
l_l_l_l_lalalalal_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_lElElElElElElelElElElElElEl_lEl_l_lEl_l_lEl_l_l  
l_l_lalalalalalalalal_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_lElEl_l  
l_l_lHlElalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lElElElElElElElElElElElElElElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l
l_lElHlElEl_lalalal_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_lEl_lEl_l
l_lEl_l_lEl_l_l_lal_l_l_l_l_l_lEl_lElElElEl_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_lEl_l
l_lEl_t_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElElElEl_l_lEl_lEl_lEl_l_lEl_l_l
l_l_lElEl_l_l_l_l_l_t_l_l_l_l_lElW_l_ltl_l_l_Wl_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Thiago Ferris em Ter 1 Mar 2016 - 12:03

Balrus que observava o combate agora tinha sua oportunidade, ele aponta sua arma mágica para a criatura que avança contra Kika. Um tiro certeiro neste momento poderia acabar com o confronto.

ele dispara
avatar
Thiago Ferris
Filhote
Filhote

Mensagens : 18
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Dom 6 Mar 2016 - 13:47

Kika ficava contente com seu golpe, saiu melhor do que o previsto, agora ela se afastava um pouco da vaca enfurecida e conjurava novamente  Meteorito de Vectorius sobre o minotauro, queria terminar logo aquela palhaçada e sair dali para encontrar seu irmão, tão logo mostrava o dedo do meio para o Deus das vacas, ela era adepta de um bom churrasco, uma carne bovina feita em fogo de chão, isso não tinha Tibares de ouro que pagasse pelo momento,  mas não era adepta de um bom churrasco metido a Deus, ele deveria saber o lugar dele era na churrasqueira e ao ponto.

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Dthanatus em Qui 10 Mar 2016 - 17:35

Balvalrim observou o minotauro avançando furioso, forte porém estúpido, o combate era uma cena clara para Balvalrim, ele aguardou o momento posicionando o corpo a cada passo da besta taurica, e num impulso, saltou o machado erguido foi projetado para baixo, lanando o peso do anão em conjunto com a fora do cruzado do dragão contra o crânio do minotauro

off escreveu:Furia Draconica +8 dano 1d10+9 20/x3
avatar
Dthanatus
Filhote
Filhote

Mensagens : 29
Data de inscrição : 08/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui 10 Mar 2016 - 21:41

O oponente era difícil, a sua força e experiência acima a de todos envolvidos na luta, mas da união se erguia a força.

Atacando o alvo que julgava ser o mais perigoso de todos, o guerreiro minotauro torpe dos seus primos civilizados avança rumo a maga.
E então, quando a ratazana preparava outra mordida, ela simplesmente desaparece num vendaval de ossinhos, que pipocam em pequenos chamuscos de energia negra antes de sumirem também, quando o guerreiro corneado balando a sua arma igualmente grande.

O monstro pisou ao alcance de atacar a maga, que não arredou o pé diante da ameça evidente, concentrando-se num novo feitiço. O monstro rodou sua arma de novo.

Ela desceu sobre a necromante indefesa.

Kika foi partida em duas no mesmo instante, não tendo tido tempo de terminar o seu feitiço.

No entanto, há mais anões na arena de julgamento.

De onde estava, Balrus não se moveu, apenas disparando a sua arma bem carregada contra o alvo a vista. O engenho mecânico clicou e fogo e chumbo-quente carregados de poder oculto dos demônios da pólvora foi contra o guerreiro de chifres a distância. Infelizmente, o tiro passa longe, servindo apenas para chamar a atenção do inimigo sobre a posição do feiticeiro.

Agora, o mino estaria atento contra ele e não mais seria pego desprevenido por suas armas de pólvora.

O monstro se virou para encarar Balrus e estrategicamente rumou para oeste de onde estava o anão, mirando-lhe e sem perder Balvalrim de vista. Ele não mais temia a maga caída e agora procurava se aproximar de outro que julgava ser fácil de abater de no combate corpo-a-corpo: o pistoleiro.

Todavia, Kika não estava sozinha ali. E é então que Balvalrim. No entanto, o cruzado tivera de abandonar o seu plano original, de saltar mortalmente sobre o seu inimigo, pois o mino afastara-se muito da construção. Talvez se tivesse a ajuda de um mago ou um encanto de Saltar poderia ter repetido a façanha de antes contra o demônio da pólvora. Assim, o anão servo do deus dragão do poder desferiu um golpe contra o flanco do seu oponente, que para a sua surpresa não estava tão distraído quanto ele pensava, e pode ser virar para defender-se. Mas, como o golpe do minotauro foi descomunal, a arma do cruzado verberou de enérgia e ele, com um bom golpe, ev itou habilmente a armadura peitoral, penetrando no franco e nas tripas do inimigo.

O bucho musculoso do mino abriu-se derramando tripas e sangue na artena.

Estava acabado e foi Balvalrim quem desceu o golpe decisivo, embora o ataque anterior da maga foi poderoso também, ele tinha de admitir. Assim, como a distração do pistoleiro fora oportuna.

Agora, a necromante precisava de ajuda divina, senão eles perderiam a companheira uma segunda vez, e desta vez não haveria ressurreição.

Ali, não muito longe, Bhelegan segurava o pequeno draco.

Contador de morte: Kika -1

MAPA:


B1-Balvalrim Helvallentir-Cruzado 3º 
B2-Balrus Lanun-Feiticeiro da Pólvora 3º
B3-Bhelegan Gorolar-Clérigo de Tenebra2º
R-Rurik Holderhek-Ladino 2º
K-Kika With-Necromante 2º
M1-Minion de Kika(Ratazana esquelética)
F-Filhote Indefeso
RC-Random Char-Outros participantes
M-Minotauro Monstruoso Cruell
l_l-1,5m
O-Área com água
E-Estrutura Sólida
e-Estrutura
Precária[Armadilha?]
a-ARBUSTOS
T-Árvore alta
P-Palmeira alta[Repleta de cocos]
w-Mostruário de Armas[Todas ótimas]
H-escadas  
X-Fosso profundo
#-Pira Inflamável
t-Tochas acessas
$-Desafios Extras

_________________________________________________________________
l_l_l_l_lRl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lW_l_W_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l   l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxl$lxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l    
l_l_l_l_l_l_B3_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_lPl_lElEt_tElEl_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_B1_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_Hlel_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l         
l_l_lKM_l_l_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_Hlelel_l_l_l_l_lElol$lolEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l##lFl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElolololEl_l_l_l_l  
l_l_l_l_l_l_B2_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEt_tElEl_l_l_l_l
l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l
t_l_l_l_l_l_l_lalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_t
l_l_l_l_l_lalalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_lElElHlElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
l_l_l_l_lalTlTlTlalalalTl_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_lElHlEl_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lTlTlTlTlTlTlalalTl_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_lel_l_l_l    
l_l_l_l_lalalalTlal_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lelelelelelelelel_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l                                    l_l_l_l_lalTlTlal_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lel_l_l_l    
Wl_l_l_lTlTlal_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lel_l_l_l_lEl_l_lW    
l_l_l_l_lTlal_l_l_l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_let_l_tel_l_l_l_l  
l_l_l_l_lal_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_lEl_l_lElelelElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l  
t_l_l_l_l_l_l_l##l_l_l_l_lOlOlOlOlOlOl_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_t  
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElOlOlOlOlOlOlEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l##l_l_l_l_l_l  
Wl_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_lW
l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_l_l_l_l_l  
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_lPl_l_l_l_l_l_l_l_lPlPl_l_lEl_l_lElElElElElEl_l_l_lEl_l_lEl_l_l_l
l_l_l_l##l_l_l_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l
l_l_l_l_l_l_lal_l_l_l_l_lxlxlxl_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lEl_l_l_lEl_l_l_l_l
l_l_l_l_lalalalal_l_l_l_lxlxlxl_l_l_l_l_lElElElElElElelElElElElElEl_lEl_l_lEl_l_lEl_l_l  
l_l_lalalalalalalalal_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElEl_l_l_lElEl_l  
l_l_lHlElalalalalal_l_l_l_l_l_l_l_lEl_lElElElElElElElElElElElElElElEl_l_l_l_l_lEl_l_l_l
l_lElHlElEl_lalalal_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElEl_lEl_lEl_l
l_lEl_l_lEl_l_l_lal_l_l_l_l_l_lEl_lElElElEl_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_lEl_l
l_lEl_t_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_l_l_l_lElElElElElEl_l_lEl_lEl_lEl_l_lEl_l_l
l_l_lElEl_l_l_l_l_l_t_l_l_l_l_lElW_l_ltl_l_l_Wl_l_l_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l_l_l_lEl_l_l_l


Última edição por Necromancer Ignaltus em Ter 22 Mar 2016 - 11:15, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Thiago Ferris em Ter 15 Mar 2016 - 10:48

Balrus fica surpreso por ter errado, talvez o nervosismo esteja afetando sua capacidade de combate.
O feiticeiro pensou em fugir quando viu que o minotauro vinha em sua direção, mas de repente ele vê o cruzado atacar o monstro e cortá-lo, Balrus não teve tempo de tentar ajudar.

Agora ele começa a carregar suas armas para ficar pronto caso algo mais aconteça. Ele ajoelha atrás da proteção e deixa suas armas em condições de combate rapidamente, coloca as duas pistolas nos coldres e empunha os mosquete.
avatar
Thiago Ferris
Filhote
Filhote

Mensagens : 18
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A coisa vai ficar séria

Mensagem por Thiago Ferris em Ter 15 Mar 2016 - 10:50

avatar
Thiago Ferris
Filhote
Filhote

Mensagens : 18
Data de inscrição : 15/07/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Qua 23 Mar 2016 - 19:15

Aquele foi o fim, não entendeu cmo, mas era seu fim sem muito o que fazer ela caia inerte ao chão morrendo pela segunda vez e finalmente deixaria de existir ou algpo do tipo, ganharia po descanso ou não isso não importava mais no final tudo tinha acabado.
Fim...
*************
Valkyria de "Fênix " não entendia o que estava acontecendo minutos antes estava desbravando um mausoléu, por fim só lembrou-se da lamina de uma espada atravessar seu estomago, por fim ela acordava naquele lugar. 
"Minotauro?" Ela realmente não sabia onde estava acordou em um lugar estranho, provavelmente tinha morrido. E para ele ela falava.


-Senhor minotauro eu me encontro perdida, eu queria saber como eu saio deste lugar? Ou melhor, onde estou? Eu não posso perder meu tempo aqui...

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua 30 Mar 2016 - 20:56


Valkyria de Fênix escreveu:-Senhor minotauro eu me encontro perdida, eu queria saber como eu saio deste lugar? Ou melhor, onde estou? Eu não posso perder meu tempo aqui...

- Tu morreste em combate, donzela. Sintas-te honrada, pois estas agora no plano do deus da força. Aqui tu terás apenas duas escolhas: Se tornar uma protetora, ou aceitar ser protegida pela eternidade pela benevolência do nosso senhor, diziam as palavras graves do minotauro, fortes, mas também tranquilizadoras, e ele as dizia com verdade e altives. Como uma portadora de luz, como uma soldado dos deuses, Valkyria sabia que o que dizia é a verdade. Ela fora morta no desbravamento de uma masmorra, algo tão comum em Arton quanto sair para comprar pão. No entanto, ela não foi para no plano da sua divindade padroeira e sim no mundo do Deus da Força e Coragem. Agora, ela deveria escolher: proteger ou ser protegida.

O minotauro não aguardou resposta. Assim, ela foi conduzida por aquele mundo subterrâneo, logo acima, uma vendaval de vozes se pronunciavam em clamor. Um portão abriu-se a sua frente e ela foi empurrada para o lado de fora.

ELA SE VIU NUMA IMENSA ARENA, TALVEZ A MAIOR QUE JÁ PUDESSE TER IMAGINADO. Nela, fileiras e fileiras de muitos e muitos humanoides dispares aplaudiam olhando abaixo ou para grandes globos perolados que flutuavam ao redor. Só duas coisas os diferenciava: enquanto inúmeros pareciam ser guerreiros de todos os tipos, outra parte eram frágeis ou cansados, todos estes últimos usando grilhões ao redor dos seus pescoços. E havia mais.

Dentro da arena, um punhado de anões se erguia vitoriosos por sobre um muito grande minotauro monstruoso usando semi-armadura, com uma acha de guerra caída ao lado, ele jaz queimado e cortado pelas costas, donde se via pulmões escorrendo sangue e catarro, coração vazio e coluna vertebral esvaindo fluido espinhal.

Os anões não eram muitos, mas também não eram tão poucos, mas destes, ela notava alguns mais notórios: um guerreiro de armadura escamada verde, portando uma arma semelhante a um machado que tinha uma aura sinistra; próximo, um outro com pistolas e uma espingarda às cotas, possuía uma estranho desenho de uma fenda infernal tatuado no peito e barriga; caída, e aparentemente muito morta, uma anã em vestes de maga, a mulher deveria ter sido linda em vida, mas estava mortalmente estribuchada, uma foice sinistra ao seu lado exalava um resto de energias espectrais que vazavam da sua dona para si; dois sacerdotes, um vestido de negro e de barba de idêntica cor bem aparada mais atrás, enquanto outro grisalho mais próximo do grupo, portando um machado, acalmava o que se assemelhava a um filhote de draco, afastando-se do corpo da colega desfalecida; mais afastado, um anão reservado sentava num dos blocos de pedra dos escombros que construíam o cenário de luta estratégica, ele contava moedas com interesse no seu rosto enrugado e aparentemente velho. Haviam outros, mas não se faziam notar como aqueles.



Então, os deuses aparecem diante de todos eles e dela.

O mais poderoso dos presentes ali se fazia notar no poder absoluto de que a sua força não necessitava ser testada ou desafiada, mas que ele apreciava isso encarando qualquer oponente. Para a maioria dos anões ali, aquele era. Já para os mais clássicos, a visão que tinham era a de Zakharov, o antigo deus da força eänico: um enorme guerreiro de armadura completa, machado de batalha anão entre os dedos da manopla, manto ornado e um elmo fechado como máscara corneado com um par de chifres que desciam estrategicamente como um protetor de pescoço. A sacerdotisa humana via o poderoso Tauron, o minotauro protetor e deus da força.



Ao lado direito, um poderoso cavaleiro eänico em armadura prateada com uma capa de vermelho vivo, a barba branca e limpa. A sua presença os tomava como uma luz que os atravessava e os mostrava por inteiro, do fundo de suas almas. E, assim, todos estavam cientes que não poderiam mentir, ocultar ou enganar ninguém em sua presença. E ainda, apenas para aqueles membros da raça anã, estes sentia a presença didática de um pai, atencioso e justo nas escolhas dos caminhos que seus filhos escolheram trilhar. Era Heredrimm, o pai dos anões. Para Vakyria, ele é Khalmyr, o cavaleiro da justiça.



Ao lado esquerdo, uma presença conhecida por quase todos ali, mas fidelíssima para os anões, pois aquela era a pessoa que os guiou pelas ruínas a fim de que enfrentassem os seus primeiros desafios, dos quais foram recompensados com poder e a resposta de que seriam testados se recusassem a proteção de Zakharov, ou Tauron para outros. Uma mulher anã linda de cabelos escuros e sinais de que era uma maga das trevas era aquela pessoa, no entanto havia mais ali. Uma sensação de sedução preenchia aqueles olhos que hipnotizava aos não anões, enquanto que para o povo eänico havia um sorriso amistoso de uma mãe preocupada e gentil. Aquela era Tenebra, a mãe da maior e mais avançada raça subterrânea conhecida na terra de Arton.



Os três deuses se aproximaram dos vitoriosos do julgamento por combate, as suas poderosas auras afetando a todos. Zakharov, ou Tauron falou-lhes, a visão de cada presente revelando apenas aquilo em que seu coração acreditava sobre a sua divindade.

- Parabéns, vos me cês forma vitoriosos e o julgamento por combate não mente nunca. A ti é reservado o caminho que escolheram com as vossas próprias forças: o dos protetores. Pois, de minha justa a justiça do líder do panteão na outros caminhos, além do protegido ou o do protetor.

- Todos os outros são meras conjecturas para abusar e ferir os fracos. Os fortes cabem proteger os fracos para que eles possam seguir com os seus caminhos, mas nunca esquecendo o seu lugar junto aquele que garante essa sua liberdade de viver. Devendo eles abrir mão de certas liberdades é como eles devem pagar pela proteção. Do contrário, devem tornar-se fortes para seguirem o caminho do protetor.

- Assim é a minha justiça se múltipla e se propaga e é este o caminho que vós escolheste.

- Parabéns.

- Eis o vosso prêmio.




O poderoso deus aponta para a mulher que acabara de chegar, uma humana em trajes desgastados de sacerdotisa. No entanto, enigmaticamente, não havia mais nenhum acréscimo informativo sobre ela além da sua presença ali quer ela fosse uma escrava para servi-los (apesar de não te rum grilhão, como é a regra ali), ou uma nova colega para ajudá-los (a jornada que realizavam era da raça anã, a mulher não era anã).

Então, enquanto todos se perguntavam, Balvalrim notou que era de seu dever decidir sobre o pequeno e fraco draco, que ainda aguardava nos braços do sacerdote Bhelegan, segundo os ritos do seu deus.

Premiação:

  • Kika morreu no combate e por isso não deve receber nada além da cova (se ninguém a salvar...), se viva receberia 3600 XP; Sad  [Contador de morte -3]
  • Balvalrim lutou mais, só sendo equiparado a Kika, assim, ele recebe a premiação total do desafio em 100%, 3600 XP;
  • Balrus participou pouco e infelizmente não foi muito útil, recebe premiação apenas parcial de 25%,  900 XP;
  • Bhelegan é um NPC, por isso recebe apenas a premiação mínima, 300 XP;
  • Rurik, o jogador postou uma única vez e por isso não recebe nada além do ouro furtado;
  • Filho de Tenebra, o jogador postou uma única vez e não atuou na luta, por isso não recebe nada.


Outras conquistas: O grupo também recebe uma helaer, Valkyria, clériga 3º, a arma de Kika como artefato, um filhote de draco, a peça de pistola de repetição conquistada por Balrus que também leva a tatuagem mística [talento regional].


Última edição por Necromancer Ignaltus em Sab 8 Out 2016 - 11:19, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Qui 31 Mar 2016 - 10:12



Sem antes cnseguir dar alguma resposta ao minotauro, Valkyria era conduzida para um tipo de arena. Viu-se naquele momento muitos humanoides aos berros em suas arquibancadas dentre eles, alguns eram escravos não tinha outra definição melhor para os grilhões em seu pescoço e punhos, fora isso ela andou até o centro da arena onde viu um grupo de anões em outra oportunidade poderia até fazer uma piada frente aquela situação.

O grupo misto e exótico ao seu ver parecia que tinha acabado de vencer uma luta difícil, mas fora isso a sua frente ela via a representação de três divindades aquilo era a prova maior de que realmente ela havia morrido, mas em seu coração naquele momento só foi preenchido pela decepção de não estar na moradia de sua divindade, quem sabe ela ainda não era digna de por seus pés no seu reino.

O mais confuso foi ser indicada como algum tipo de premio o que significava aquilo ela tinha que ajudar aquele grupo de anão, no momento apenas ficou parada decidindo o que fazer.

OFF: Hã! Sou meio-elfa. Agora pode deixa minha Maga morrer eu não confio mais minhas personagens sob teu controle mestre tarado...
OFF²: Ainda à procura de um rpg de anime,tokusatsu,super sentai,game, qualquer coisa menos medieval ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por gaijin386 em Dom 12 Jun 2016 - 14:35


O anão sentiu em seu cerne que era momento de fazer alguma coisa então Golgarin Livingstone tomou um gole da cerveja que carregava e em alto e bom som disse. HORA DE AGIR!

Imagine um anão de armadura leve com um barril de madeira nas costas e um cinto cheio de poções e verás o anão que entra na arena nesse momento.

Os deuses que o perdoem, mas era a curiosidade que o movia agora e um pouco de coragem de ébrio...
avatar
gaijin386
Filhote
Filhote

Mensagens : 23
Data de inscrição : 04/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Dom 25 Set 2016 - 13:31


Na arena do Deus da Força eänico, junto aos outros dois deuses pais da raça anã. Zhakarov aguardava a resposta dos felicitos no teste de julgamento por combate.







Os três deuses se aproximaram dos vitoriosos do julgamento por combate, as suas poderosas auras afetando a todos. Zakharov, ou Tauron falou-lhes, a visão de cada presente revelando apenas aquilo em que seu coração acreditava sobre a sua divindade.

- E então, qual o vosso destino. Aviso-os, devem ser verdadeiros para consigo mesmo se desejam retornar a Erin, um dia. Se acharem que ainda não tem a força necessária para retornar, o melhor seria passar ao próximo desafio. No entanto, ele será igualmente belicoso.

- Irão enfrentar o próximo desafio ou apenas seguir para encontrar o caminho de volta?
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Valkyria em Ter 27 Set 2016 - 19:47

Valkyria estava confusa em meio ao bando de anões, contou para ver se não tinha os sete ali na arena, pensativa com o que fazer. Ela ainda teve coragem para tomar a palavra para si.

-Quero ir embora, para o plano da minha divindade!Mas se não tenho escolha sendo forçada a fazer o que o você deseja eu vou seguir em frente para o próximo desafio, mas ficaria feliz se me manda-se pode ser Erin se isso fica em Arton ...

OFF: Olha só se ele mandar para a cidade dos anões direto beleza se não sigo para o próximo desafio.

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 717
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por John Lessard em Qua 28 Set 2016 - 9:34

Igör sente gosto de sangue na boca. Lembranças das facas o apunhalando. Aço cortando carne. Punhos cerrados e dentes quebrados. Bufou, praguejou e cuspiu no chão. O braço preso nas tiras do escudo, o direito com os dedos firmes no cabo do machado. Olhou para os outros.

- Outro desafio é claro sabichão! - falou para o Deus da Justiça - Aquele monte de músculos chifrudo bastardo não foi nada!

Igör tinha um sorriso por entre a barba castanha.
avatar
John Lessard
Adren
Adren

Mensagens : 338
Data de inscrição : 23/02/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Rant em Qua 28 Set 2016 - 17:19

Rhaegarimm ainda se sentia alienígena naquele lugar e desconfortável na forma como alguns agiam ali. Acordar naquele "plano" foi estranho para ele, que havia acabado de sucumbir a pouco em Erin.

A dor dos golpes haviam sumido, apesar da perna ainda repuxar. Era engraçado como mesmo morto aquilo faria parte dele para sempre, mesmo em morte. Mas o alívio de ter protegido àquelas pessoas em Erin e não vê-las ali, entre outros mortos que ele a pouco conhecera ou apenas vira de relance, traziam certa paz ao anão.

Ele não se lembrava quando saltou à arena para confrontar o minotauro monstruoso. A cena da criatura pronta para ser morta de forma brutal em sua frente o deixara consternado e chocado.

Ele demorara segundos preciosos em choque antes de agir e outros que assim como ele se revoltaram, se atiraram contra o monstro. Atrasado, ele saltava e preparava-se para lutar mas os demais já haviam conseguido neutralizá-lo.

Infelizmente uma anão havia perecido ante o inimigo. Dilacerada pela metade, ela jazia no chão vertendo o sangue que ainda havia em seu corpo. Ele compadeceu por ela e imaginou seu sofrimento. Se ele tivesse sido mais rápido para lutar...

A aproximação das figuras divinas arrancou Rhaegarimm de seu devaneio mórbido. A presença esmagadora das deidades causavam certo sufoco e apreensão. Ele mal se lembrava de como respirar.

Ele se deu conta instantes depois enquanto dois dos ali presentes falavam (uma elfa e uma anão), que ele estava entre o grupo que havia participado do desafio mesmo não tendo feito realmente nada além de correr na direção do minotauro.

Ele propriamente dito não havia passado por nenhuma provação ou enfrentado qualquer inimigo. Seria injusto ele se apossar da glória daqueles que conquistaram aquilo com os sacrifícios de outrem.

Após as considerações de alguns dos desafiantes ele se aproxima apoiando-se em um bastão enquanto manca levemente e fala de forma simples, tentando ser respeitoso ante às figuras divinas:

- Eu não pude fazer nada perante a cena aqui presenciada além de me aproximar o mais rápido que pude, e também não acho justo me aproveitar do mérito dos demais que literalmente deram seu sangue para vencer - olhando com pesar para a anão morta.

- Apesar de ser jovem, eu demorei muito tempo para perceber para que eu recebi as habilidades que possuo agora. Então por favor me permitam provar para mim mesmo que estou a altura de vencer esse desafio e voltar a Erin ou onde quer que vocês queiram, para proteger àqueles que necessitam.
avatar
Rant
Adren
Adren

Mensagens : 190
Data de inscrição : 19/02/2016
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por gaijin386 em Sab 1 Out 2016 - 10:05

Golgarin Livingstone, o anão alquimista ri e demonstra que não teme o desafio.

- Um desafio. Claro um desafio estamos prontos. - Diz em tom jovial.
avatar
gaijin386
Filhote
Filhote

Mensagens : 23
Data de inscrição : 04/06/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sab 1 Out 2016 - 17:43


- Como queiram, heróis, diz Zhakarov acentivamente. Então os três deuses desaprecem de diante de vocês, diminuindo a carga sensorial que os permeava até então. Mas não é só isso. Erguendo-se novamente ao trono seu trono rodeado pelos casal de pais divinos, os deuses dos anões fitam a arena enquanto o lugar vai se alterando, sem causar nenhum mal a todos os anões ali encontrados, além de acertar novamente os seus sentidos com uma carga de confusão, devido a tontura e o choque da transmodificação da paisagem.

A vossa atenção se volta para o som de glangor que vem do portão de desafio, subindo, dando a passagem a uma figura semi-esférica, de três metros de diâmetro, e uma grande bocarra com dentes marfim. A criatura tem olhos opacos e vazios, o corpo se meche no ar pouco acima do solo. Ela adentra na arena e são visíveis enumeras bandagens ao seu redor, repleta de inscrições num idioma desconhecido. Vários tentáculos com pontas grossas envoltas em proteções de corda se prologam. Nenhum olho funcional é percebido, parecendo o ser estar completamente cego.


Então...

A arena de areia e blocos de rocha, semi-cortada por pequenos oásis e câmaras de calabouços se metaforma para um uma labiríntica masmorra, semiaberta. Os terrenos sendo tão irregulares pela arquitetura enigmática que é difícil se mover. Há espaço de movimento, bem amplo, mas a forma como tudo se organizava deixava confuso prever ações ou mesmo executar uma corrida objetiva sem ter de parar e pensar aonde deveria ir. Ou seja, era a perfeição para os minotauros e a sua personalidade tanto labiríntica quanto confusa para os estrangeiros.

O novo julgamento por combate começou.



O anão de ar envelhecido pelas dores da vida com um olho cego se move em silêncio, desaparecendo pelo ambiente do labirinto. Como na luta anterior, ele se afasta o máximo possível do perigo e dos demais anões, andando em silêncio quase total. Possivelmente, ele iria vasculhar os calabouços atrás de recompensas escondidas, ou roubar os participantes. Isso lembrando de quando ele já tinha sido visto no meio da multidão e outro anão reclamou de ter sido roubado. Ele não tinha nenhuma honra.



O poderoso guerreiro cruzado do senhor dos dragões, em sua armadura verde de escamas, ele apanha o draconete salvo do duelo anterior contra o monstruoso minotauro. E numa expressão de desafio fitando as pessoas ao redor, dar-se a caminhar por entre os caminhos tortuosos e desaparecer naquele novo ambiente. Se iria proteger o filhote, ou apenas oculta-lo para depois retornar a luta, não havia como ter certeza, além do que ele já demostrou que não é um covarde.



O clérigo de Tenebra ao lado não prestou especial atenção aos acontecimentos, limitando-se a tomar um trago do seu frasco particular, um bibiricote preteado de alumínio. Saciada a sua cede, ele toma o corpo da anã necromante falecida na primeira luta, o corpo dela envolto em seu próprio manto.  E, com o cajado dela em seus costas, ele leva a passos largos a anã consigo para o interior mais obscuro do labirinto.



Outro clérigo de Tenebra, um anão de barba e cabelos negros, ele também foi seguindo o sacerdote mais idosos de barba grisalha, parecendo atender a sua autoridade. O que eles planejavam fazer com o cadáver da sua patricia falecida pela segunda vez, não havia como adivinhar ali.



Um aparente feiticeiro que armas de fogo mecânicas, tatuado no peito por uma imagem de fenda com interior flamejante brilhante, se afasta de todos, procurando cobertura, pois o seu desempenho no combate anterior, assim como as suas cicatrizes, provou que ele apesar de provar ter poder, tinha pouca experiência em combate real e muito azar. E assim, ele saiu para cuidar de se auto-preservar.

Numa noção de percepção, o teu grupo vê que só vocês restaram ali. Ficando:  

Igör, um anão de cabelo moicano castanho, e barba da mesma cor adornada com traças. Corpulento e portando escudo pesado e um machado anão letal. Seu corpo quase sempre esta revestido de uma armadura pesada e pronto pra lutar. Ele ainda possui uma cicatriz no olho esquerdo.



Golgarin, um anão com cheiro de álcool que anda com o cabelo amarrado em tranças e repleto de garrafas e pequenos barris de madeira a tiracolo, bem como um pederneira. Cintas e bolsos em suas roupas grossas parecem trazer ainda mais coisas. Estranhamente, ele não tem um machado como a maioria ali.  



Rhaegarimm, um sujeito de roupas simples, cabeça raspada, mas de barba presa em uma trança. Os olhos e cabelos são negros, a pele ligeiramente bronzeada. Preso a cintura, na parte de trás, dois garfos de metal que usa como arma. Anda com apoio de um bastão que usa como auxílio, mancando ligeiramente de um ferimento na perna direita. Parece carregar uma bolsa com pequenos apetrechos e pertences.



Em meio aos anões, a clériga que apresentou-se antes como Valkyria se apresenta desarmada e nenhuma outra proteção, sem armadura alguma. Como ela mesma se apresentou, ela tinha acesso a magias divinas, e o deus Zakharov afirmou que ela seria o prêmio do grupo, para provê-los com proteção, mas que os mesmos deveriam cuidar dela.



Assim, ela deveria ficar na retaguarda, usando os seus dons de caster.

Para quem deseja vencer, assim como o atual oponente se mostrava enigmático, lutar nesse espaço exigirá tanto perícia de estratégia quanto o saber puro dos enigmas.

O monstro começa a avançar, ele é grande e toma o espaço de quatro quadrados de uma só vez [37 e 38 F e 37 e 38 G], e vai vagarosamente. Os seus prolongamentos se esticam enquanto de sua bocarra exala um som semelhante a um chiado continuo,. Ele começa a topar em algumas coisas e logo aumenta o chiado, em alguns segundo ele recomeça a se mexer, como se houvesse tomado ciência de onde se encontra e, assim, se desloca sem mais aparentes contratempos. Ele virá a esquerda e é possível vê-lo pelas enumeras frestas que formam os obstáculos confusos do campo de batalha. Ele logo virá e começa se dirigir mais ao centro da arena, ONDE O VOSSO GRUPO SE ENCONTRA.

INICIATIVA

1º) Esfera cega +21
2º) Rhaegarimm +10 e Igör +10
3º) Golgarim +5
4º) Valkyria +3

COMBATE
OFF: Normal, exceto que devem anunciar a direção do vosso deslocamento pelos números e letras (ou símbolos) no mapa. Para aqueles com a Perícia Estratégia, será possível rolar testes para tirar proveito do ambiente confuso. A humana só pode enxergar 9 metros adiante, ou em volta, em áreas mais abertas, a não ser que encontrem uma solução. Ninguém precisa aguardar o mestre para rolar um teste, basta que seja no tópico adequado, usar a sua rodada, limitando a ação na mesma (nada de The Flash).Dados

MAPA
OFF: Quadrado: 1,5m cada. Deslocamento: informe número e letra ou simbolo. Pilares: Há sete pilares enormes. Obstáculos: há inúmeros contratempos pelos caminhos tortuosos, úteis ou não (vide mapa). Iluminação: Personagens capazes de ver na penumbra, enxergam normalmente, outros a apenas 9m. Centro: Há uma pira aqui em honra aos deuses eänicos (Zakharov, Heredrimm, Tenebra) e Mith-Allinor.
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 632
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por John Lessard em Seg 3 Out 2016 - 13:47

Igör sorriu por baixo da barba, algo sutil e mentalmente louvou Keen por aquela luta.

- Muito bem amigos, provavelmente nós iremos morrer hoje! Mas o provável não é o certo, não no campo de batalha e não com o Deus da Guerra ao nosso lado! Lutaremos juntos e com inteligência, como um pequeno exército e irmãos de armas! Keen! Keen! Fortaleça meus músculos para acabar com aquela massa amorfa e vil! Keen! Keen! Rogo por força para brandir mais forte meu machado! Keen! Keen!

O anão pedia a seu Deus para que seus braços e pernas fossem imbuídos de poder divino, para que ele fosse mais forte para deter seu inimigo.

OFF:
Conjuro Forço do Touro em mim; +4 em Força, totalizando 20. Machado Anão +1 +9 (1d10+7, x3)

Magias Preparadas:
Magias Preparadas:
0 - resistência, virtude.

1° - benção, passos largos, infligir ferimentos leves; 2° - força do touro
avatar
John Lessard
Adren
Adren

Mensagens : 338
Data de inscrição : 23/02/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Rant em Qui 6 Out 2016 - 8:19

Rhaegarimm ficou apreensivo com o que estava por vir. Quando os deuses saíram da arena e ela começou a se transmutar e desdobrar em uma nova construção, ele ficou ligeiramente atordoado, se adaptando à nova geografia. Mas foi removido do atordoamento ao vislumbrar a criatura ocular aparentemente cega.

Notando a interação da criatura com o ambiente ele logo compreende que a criatura se aproxima, mas parece ainda não ter noção da presença deles. Olhando ao redor ele tenta raciocinar o que fazer mas não estava acostumado a pressão de um combate.

Falando baixo e serenamente mas de forma firme:

- Ele parece não ter nos visto ainda, vamos sair do centro do labirinto e pensar melhor no que fazer. Enfrentar essa coisa de frente sem saber o que faz pode custar caro - ele lembra da maga morta a pouco.

Off:
Deslocamento total na direção oposta de onde o monstro vem e bem rente às paredes ou obstáculos do ambiente se houver.

Magias Preparadas:
Truques: Resistência, Raio de Frio, Consertar, Detectar Magia
1º Armadura Arcana, Escudo Arcano, Recuo Acelerado, Arma Elemental, Aumentar Pessoa, Mísseis Mágicos x2
avatar
Rant
Adren
Adren

Mensagens : 190
Data de inscrição : 19/02/2016
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ESCOLHA TEU DESTINO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum