Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por John Lessard em Seg 19 Set 2016 - 22:06

Andrian observa o pai.

- O problema é que tudo está indo rápido demais, o senhor aparece, com missões que não pode revelar e ou não sabe de nada. Talvez você tenha mudado pra melhor, talvez não... E que é esse general? Atacar a mina? Quem é essa gente pai?

Ele espera uma resposta, depois balança a cabeça.

- Não sei se ela é minha namorada, não pedi nada a ela... Eu a conheci e depois foi quase tudo sangue e morte - ele para alguns segundos - eu irei com eles amanhã, mas não junto deles. Seguirei de longe e ficarei de olho nas coisas, até porque quem interessa para a missão social são os outros. A gente se fala pela manhã, vou dormir na floresta.

***

No dia seguinte Adrian come alguma coisa e continua com suas roupas, afinal não poderia chamar a atenção. Explica sua ideia para os outros e espera que todos entendam. Garret estaria sem sua armadura e quem sabe sem quantas armas, assim como os demais. Seria bom alguém pronto pra ajudar caso fosse necessário.

Antes de partir, ele procura no acampamento se alguém teria uma arma especifica. Uma adaga de aparar, uma arma parecida com a comum, porém com uma espécie de cesto no cabo, para defesa.

Depois disso, sobe no trobo e se prepara para seguir a certa distância dos demais.

OFF:
teste de obter informação e percepção para achar uma adaga de aparar obra prima

John Lessard
Adren
Adren

Mensagens : 338
Data de inscrição : 23/02/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Seg 19 Set 2016 - 22:39

Kss compreendeu a situação e fez um sinal de acerto com Mell. Guria da mão pesada, ele pensou.

Kss assistiu quando Andrian saiu emburrado, pelo visto ele queria ficar só. Assim, o colega tratou de o deixar em paz. Todos precisavam de um momento para refletir.

O soldado prestou atenção quando Auran praticamente aplaudiu a sorte por ter Garret ali disponível. Quem sabe, talvez tudo aquilo acabasse em mudar a vida da história da família daquele homem que até agora só era visto pelo armeiro como outro soldado.

Então, o construto, um impressionante e interessante construto, levando o alquimista a pesquisar mais a seu respeito assim que possível, ele se aproximou e começou a tranquiliza-lo. No entanto, mesmo em sua nítida frieza mecânica, havia algo ali que escondia uma opinião, ou talvez alguma dedicação que o impulsionava a seguir certas obrigações. Talvez tivesse haver com os tais desígnios religiosos de quem o construiu. Isso uma vez que eles agora estavam lidando com essa tal ordem monástica a qual Morian é visivelmente atado. Afinal, sacerdotes de poder verdadeiro podiam erigir golens, assunto que interesava o inventor.

Disso tudo, Kss se deu por contentado e permitiu que os dedicados devotos averiguassem sua armadura de couro, que havia levado uns golpes após a primeira batalha do grupo. Ele aceitou também os demais cuidado, pois não queria cair doente, não agora quando as coisas já estavam se encaminhando.

Mais tarde tomaria iniciativa em armar mais explosivos, mesmo que ficasse exaurido como sempre. E assistir mais daquele interessante construto.

OFF: Nas primeiras horas de disponibilidade (é um trabalho de 8 horas e não ficará terminado antes), o alquimista produz mais uma granada, que fora do seu laboratório terá poder de 5d6 e não de 6d6. Na manhã seguinte, ele sofre as devidas penalidades, quase caindo do trobo pelo sono.


Penosamente exaurido, o inventor de guerra aproveita cada momento para dormir pelos cantos e, se alguém fizer questão dele guardar seus artifícios, ele não o faz. As suas armas são incomuns, mas são as suas armas, sua vida. Ele não se separaria delas. No entanto, concorda em assumir a posição na viagem que lhe for designada.
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 636
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Valkyria em Ter 20 Set 2016 - 0:07

@John

Auran se prestava a responder seu filho ainda com um sorriso estampado no rosto o escabelando como de costume.

-Não fique assim, e nem duvide de mim, muito menos pense que mudei para pior, não estamos sendo usados ou algo do tipo, apenas servimos a deusa que aos poucos esta recuperando nossa honra, não vamos espalhar a guerra contra todos de longe isso, apenas vamos retomar nossas terras, livrar nossos irmãos do sofrimento, você não viu como é o verdadeiro sofrimento estando preso em Deathok, acredite nunca queira ir para aquele lugar...Mas admito as coisas realmente estão indo rápido demais, eu me lembro de você até poucos dias estava andando pelo mundo aprimorando suas habilidades e hoje estamos aqui lutando por algo maior que nós dois juntos... Apenas não tenha medo, nunca vou colocar você em perigo, e muito menos desviar dos meus princípios(ele sempre vai ser quase um paladino), não precisa ficar preocupado comigo, se não te conto algo é para não te deixar preocupado ou interferir em suas missões para Morian, certamente você viria para me ajudar sabendo que eu estaria em perigo...Acredite estou bem, finalmente me sinto útil novamente a Ordem da Deusa nós dá todo o apoio e pela Deusa marchamos...

Serio novamente Auran encarava seu filho não estava mais sorrindo

-O mundo não é perfeito, isso você já deve saber, mas o meu rival é um elfo muito preconceituoso, rancoroso e tradicionalista, ele é severamente contra qualquer raça, quando descobrimos que havia uma Mina de Mitral aqui, ele foi o primeiro a ter a ideia de mandar assassinos até a mansão de Durval, acredite os elfos em Lamnor são muito diferentes dos que estamos acostumados a ver aqui, eles fazem os elfos negros de Belforan parecer uma trupe de circo...Por isso confio a você e seus amigos a missão, se tivermos exito, podemos tirar Orophinn...Neste momento ele deixa escapar o nome do elfo sem querer, mas continua a falar...do comando, uma vez que mostramos que ele estava errado, ele pode ser preso pelos crimes que vem cometendo profanando os dogmas de nossa Deusa, provavelmente ele será morto com a cabeça decepada por seus crimes de guerra mesmo ele sendo um grande general e elfo nobre...

Auran tava uns tapas novamente nas costas do Andrian.

-Deixe de ser bobo, aproveite a vida, nunca sabemos se ainda vamos estar vivos no dia de amanhã, mas se quer fazer do teu jeito tudo bem, vou te pedir mais uma coisa proteja seus amigos, você vai perceber que a amizade e seus verdadeiros amigos são mais preciosos do que todo o Tibar de ouro deste mundo ou o artefato mais poderoso que alguém já imaginou ter... Auran só abraçou seu filho e lhe entregou uma Espada élfica de gelo eterno e se despediu do seu filho falando que teria que partir, eles se encontrariam em outro lugar em um outro dia. Mell apareceu por perto e incomodou um pouco Andrian, não entendendo qual o motivo dele estar meio chateado, mas o deixou em paz.

Na manhã seguinte Andrian seguiu os demais a distancia, havia conseguido uma adaga discreta para esconder entre suas vestes bastava apenas seguir para a estalagem e se acomodar em alguma mesa.

OFF: O item que tu ganhou pela ficha do npc é uma espada élfica de gelo eterno, na verdade o gelo trabalhado na arte élfica.


@Necromancer

Kss entendia o que Mell havia falado e se desculpou com a elfa pelo que havia comentado a Garret. Logo que sentou-se tratou de seguir com a reunião, viu Andrian sair emburrado da tenda, e por sua vez apenas pensou em deixar seu amigo refletir sozinho sobre o que estava acontecendo naquela reunião, mas parecia ter mais coisas que o elfo não estava contente além do que seu pai havia falado. Kss prendeu sua atenção no construto que deu as devidas explicações, e realmente ele não poderia falar de mais, não naquele momento, mas pelo visto o grupo aceitou muito bem suas explicações. O alquimista aceitada toda ajuda dada pelo grupo de elfos, por fim cada um teve seu tratamento especial separadamente, agora estavam com roupas limpas e nobres, seus equipamentos devidamente reparados e os Trobos preparados, Kss não descansou como de costume naquele fim de tarde ele foi a outra tenda trabalhar em suas criações, Mell aparecia no lugar para incomoda-lo e manda-lo dormi, mas era impossível ele escutar alguém quando estava naquele transe de criação. Somente no meio da madrugada o Alquimista terminava suas criações e descansava duas horas antes de partir do acampamento e anda assim estava com sono cambaleando de um lado para outro no Trobo que o guiava. Mell como sempre, já sabia como era o Alquimista e andava ao seu lado o cuidando para não cair no chão e ser arrastado pelo Trobo pregado no sono. Todos seguiam rumo a estalagem deveriam chegar na primeira hora do dia no lugar para ser "encontrado" pelo Halfling, com eles estava o Nileth este era o nome dele nome no qual ele sempre pronunciava quando alguém o chamava de construto. Mell parecia chateada com as ações do Andrian não entendia o que estava acontecendo com ele.


OFF: Vou considerar que venderam todos os equipamentos, o acampamento já partiu junto com o Aurian para outra missão. No momento o responsável por vocês é o Construto.
Vou esperar o Rant dar as considerações finais deles e partimo para um novo tópico de aventura >.<
OFF²: vocês estão vestidos normalmente com equipamentos e armadura quem o tem, só que esta tudo limpinho e cheirosinho...As roupas são novas e de seda purinha, e são roubadas dos melhores prostíbulos do reino das vacas >.<


Última edição por Valkyria em Ter 20 Set 2016 - 10:06, editado 1 vez(es)

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 730
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por John Lessard em Ter 20 Set 2016 - 7:49

Andrian ajeita as espadas que usava antes na sela do trobo, devidamente embrulhadas. Gira a adaga mova nas mãos, era muita sorte ter encontrado aquilo ali. Depois a prende na cintura no lugar. Apanha a espada nova e a retira da bainha. A lâmina parece cristal, porém com runas élficas. O gelo eterno exala uma fumaça fria. Talvez fosse a hora de dar um nome para ela.

- Inverno! - disse para si mesmo. Alguém em Arton deveria usar esse nome (ou já usou) em sua espada de frio, mas ele não se importou.

Montou no animal, e viu o pai partindo. Virou-se e seguiu vigiando o grupo.

Durante todo o trajeto se manteve oculto pela capa e seu capuz e o nome Orophinn permeando sua mente. Sentiu ódio do elfo, mesmo sem o conhecer. Ao chegar na taverna, escolhe uma mesa onde pode ficar de olho nos outros, mas distante o suficiente para que ninguém pense que eles são amigos. Pede uma caneca de hidromel e carne assada, mantendo suas armas o mais ocultas possível.
avatar
John Lessard
Adren
Adren

Mensagens : 338
Data de inscrição : 23/02/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Rant em Ter 20 Set 2016 - 10:14

Andrian parecia perturbado com a natureza da missão e o reencontro com o pai foi conturbado naquele instante inicial. Garret assistia a tudo calado, não seria educado se intrometer entre os dois, mas o acerto com Auran pela continuação da missão pareceu acalmar os ânimos.

Após receber a arma de volta e a saída do patriarca elfo, Nileth, o Construto, informava melhor sobre a missão e o alvo. As informações que obteve eram importantes e eles deveriam se certificar que o tal mercador não soubesse o quanto eles sabiam.

- De fato, se ele souber o quanto sabemos vai ficar desconfiado e não vamos conseguir nada de útil. Precisamos fazer com que ele confie bem em nós a ponto de se abrir conosco e contar a verdade espontaneamente. Sabe qual a natureza da maldição dela? E qual é essa cura pra maldição que ele busca?

- É muito mais fácil nos precavermos agora e ter as ferramentas mais necessárias para a missão como que ao “acaso” do que ter que providenciar na hora.

Após esses acertos menores, ele se retira para tenda indicada pelo construto para a higiene e troca de roupas. Garret era um homem simples e prefere uma armadura, trajes de viagem ou apenas uma calça, botas e martelo de ferreiro numa forja escaldante àquelas roupas estranhas e bufantes dos poucos nobres urbanos que ele já havia encontrado. Ele esperava (rezava loucamente) que as roupas élficas fossem bem diferentes daquilo e pudessem pelo menos dar alguma dignidade a ele.

Trajado apenas com as roupas recebidas e uma bota de viagem, Garret mantém a armadura enrolada em fardo preso ao cavalo e a espada numa bainha presa á lateral do trobo. Acompanhando os demais rumo à estalagem ele apenas puxa algumas conversas menores. Ele também põe Andrian a par dos dados que ele não ouviu por ter saído antes do fim da conversa. E frisa a todos a importância de não revelarem o quanto sabem.

- Nossa missão não é só conseguir a cura para maldição, é ganhar a confiança do mercador, quem sabe não há outra forma de conseguir a mina ou parte dela de outra forma. Isso só o tempo e as nossas ações poderão dizer.

Em outro momento, sobre outro assunto ele também comenta sobre o passado de sua família, e resume a história para todos.
Histórico:
Garret nasceu numa tradicional família de Zakharov. O pai, ferreiro da pequena vila, nunca foi digno de nota nas cercanias ao contrário do glorioso passado dos Uriah, mas providenciava as necessidades da pequena população da região.
Sua família havia se instalado a algumas gerações na área e segundo as histórias eram exploradores quando o local mal ainda era ocupado. Assim como acontecera com outros membros do reino, o ancestral de Garret recebera uma arma, Régulus Ferrum, de qualidade ímpar como presente de cordialidade dos anões e desde então a arma do patriarca passa para o filho mais velho assim que completa a maioridade.
Aconteceu que durante os anos a família perdeu prestigio devido à falha de caráter de alguns de seus membros, e a arma aparentemente perdeu seus poderes, apesar da ainda ser de qualidade exemplar. O poder e prestígio da família se deteriorou devido a esses membros inescrupulosos e ao longo dos séculos, os Uriah se tornaram tão comuns quanto as outras famílias da região, perdendo até mesmo suas terras de direito e caindo no esquecimento. As gerações que não conheceram seu poder atribuíram as histórias sobre a arma e a origem nobre de sua família como só estórias e seu real poder foi esquecido. Pelo menos até chegar às mãos de Garret.
O mais velho de 4 irmãos, Garret tradicionalmente recebeu o treinamento básico da forja e manufatura do ofício para que assumisse a função de seu pai quando necessário. Mas ao completar 18 anos e receber Régulus como a tradição da família, sentiu o poder e o ímpeto da espada em conquistar novamente a fama e o poder outrora esquecido. Dotado desse sentimento, Garret treinou a arte do combate e partiu de casa para cumprir o destino que a ancestral espada anã clamava.
A partir de então ele seguiu integrando ocasionalmente grupos de aventureiros, de mercenários ou prestando serviços de guarda-costas, enquanto procurava algo pelo que lutar.

- Como disse minha família perdeu o prestígio a bastante tempo. Não acho que isso vá impressionar esse mercador ou qualquer coisa do tipo. Além do fato que não tenho mais o título então isso provavelmente não fará muita diferença.

Por fim ele apenas acompanha a comitiva e ouve atentamente qualquer consideração dos companheiros.


Última edição por Rant em Ter 20 Set 2016 - 10:18, editado 1 vez(es)
avatar
Rant
Adren
Adren

Mensagens : 190
Data de inscrição : 19/02/2016
Localização : RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter 20 Set 2016 - 10:15

O alquimista segue quase como um zumbi, sendo escoltado caridosamente por Mell.

Ao chegar na primeira parada, Kss senta-se com o grupo pede uma carne e queijo, que coloca por cima, comendo tudo rapidamente com um pouco de vinho. Após a ligeira refeição, ele procura um fiapo, ou corta uma tira de fibra de alguma planta , corda, ou material familiar para limpar os dentes. Manter os dentes afiados e prontos é um cuidado que ele aprendeu com os goblins da favela de Valkaria, pois nada mais natural do que manter uma arma com a qual já nasceu bem cuidada.

Tendo terminado a sua higiene, ele sai para lavar a boca com um pouco de pasta de pó de osso que os roceiros usam para manter os dentes brancos e duros.

Quando ele retorna, não importando a que altura a conversa esteja, ele se senta encolhido e dorme ali mesmo ao lado dos colegas, quase como se tivesse apagado de vez pelo efeito do vinho (ou do bucho cheio). Todavia, ele tinha a sua faca escondida no colo e entre uma das mãos quase fosse acordado bruscamente. Esse é Kss.
avatar
Necromancer Ignaltus
Athro
Athro

Mensagens : 636
Data de inscrição : 15/11/2013
Idade : 36
Localização : Berohokã

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Valkyria em Ter 20 Set 2016 - 11:06

Temia aqui com vocês finalmente na estalagem o coisa dificil de fazer vocês chegar aqui Sad

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 730
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Valkyria em Ter 20 Set 2016 - 11:52

Terminamos  o Segundo Ato
Agradecimentos :
Necromancer Ignaltus: Personagem Kss
Rant: Personagem Garret
John Lessard: Personagem Andrian
Npcs:
Mell
Nileth
Trobos
Participação Especial:
Npc: Auran
Npc: Morian
Npc: Elfas ex- escravas Ielenia e Sorenienth
Npc: Grifos
Agradecimento em especial a quem fez isso acontecer:
Necromancer Ignaltus
Rant
John Lasserd

Espero mata-los no próximo ato, obrigada por seguirem jogando firme e forte. >.<
E por fim Agradecimento ao Gato Branco que não teve participação neste ato Sad
Trilha Sonora Final:

_________________
“Podes fazer o que quiseres, desde que não prejudiques ninguém.”
Lema Wicca.
avatar
Valkyria
Athro
Athro

Mensagens : 730
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 22
Localização : Templo da Morsa Anciã Sagrada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Reunião Élfica [Ato2 Encerrado]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 6 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum