Fragmentos de D&D 3.M

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fragmentos de D&D 3.M

Mensagem por Matilda T em Seg 3 Out 2016 - 12:20

A tempestade lá fora rugia furiosa, mas as pobres almas perdidas no caos encontraram abrigo e conforto na estalagem.

O lugar não tinha nome. Na placa lá fora havia algo rabiscado em caligrafia estilizada, mas balançava tanto com o vento que nenhum deles conseguiu ler. Não que isso importasse agora. O importante era que o clima pesado ficou do lado de fora, tinham luz, calor e o cheiro de comida quente, e mesas com sofás confortáveis para se sentar, um verdadeiro luxo.

Mas o lugar era quase vazio. Na verdade, completamente vazio. Exceto pelos recém-chegados. Quando olharam uns pros outros, para tentar chegar a uma conclusão comum, o espanto foi maior ainda. Nenhum deles reconhecia a etnia dos outros. Nenhum deles reconhecia as roupas dos outros. Quando tentaram falar, não foram capazes de reconhecer sequer de memória as línguas que os outros falavam.

Foi aí que notaram, pela primeira vez, o taverneiro. Um brutamontes de mais de 3 metros de altura, musculoso, pele azul cobalto e pequenos chifres na testa, limpando casualmente algumas canecas enquanto olhava para eles. E, pela janela, viram castelos voando no vento, enquanto a estalagem sequer tremia...

- Podem se acomodar, amigos! Os sofás vieram de um lugar chamado Babel, neles vocês poderão se falar sem dificuldades. Eu sinto muito pelos mundos de vocês, mas há sempre um meio de voltar para casa quando você está Ancorado. Vou trazer comida quente e uma bebida fresca, enquanto vocês se entendem. Parece que vai ser uma longa tempestade...


Os restos mortais de incontáveis mundos colidem no vento lá fora. Os personagens não se conhecem, embora possam sentir certa familiaridade. Se os jogadores quiserem, talvez alguns deles sejam versões de mundos diferentes de gente da vida uns dos outros. Há alguns elementos em comum: são todos de mundos de Fantasia estilo D&D. Alguns mais mágicos, outros menos. Alguns podem parecer uma versão Steampunk da Terra moderna, ou ser Renascentistas, enquanto outros são terras primitivas. Mas não resta mais nada, por enquanto, desses mundos fora um único nativo. E a estranha criatura que serve de estalajadeiro é a única fonte de respostas.

Ele não fala muito sobre a situação. Fala sobre Âncoras, e que agora os personagens vão viver através dos mundos. E que assim que a tempestade baixar, eles podem explorar o mundo novo, ou talvez, com muito cuidado, as ruínas de realidades perdidas.

REGRAS:
Obs.: Esse jogo vai ser usado para testar regras de sistema, portanto as regras podem e vão mudar durante o jogo, e os personagens podem mudar de nível para mais ou para menos, embora raramente.
1 - Os personagens precisam primeiro ser apresentados como conceitos, para ajudar a transitar regras;
2 - Fichas iniciais: D&D 3.5 1° Nível;
3 - Livros Válidos: Livros oficiais de D&D 3.5. Livros 3.0 ou de cenário específico podem ser autorizados caso a caso. Na dúvida, pergunte;
4 - O desenvolvimento vai estar seguindo por este tópico, e por este Docs.

VAGAS:
Duas, mas se aparecer muita gente, outra pessoa pode mestrar para um grupo adicional e trocarmos notas das explorações, e talvez personagens.
1 - Lienn
2 - Mamorra
3 - Windstorm
4 - VAGO
5 - VAGO

_________________
Omnia Mutantur, Nihil Interit

Eu vou tentar continuar muitos projetos abandonados.
avatar
Matilda T
Filhote
Filhote

Mensagens : 17
Data de inscrição : 14/08/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum