A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Página 4 de 15 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Tahlus em Ter 25 Nov 2014 - 12:20

Sombria

Aeron observava seu redor, ainda que a escuridão do reino impedisse que pudesse enxergar tudo o que havia ali. Aparentemente algo havia acontecido, e o grupo estava incompleto. Se virando para o resto do grupo, ele fala:

—Mas é claro que haveriam problemas desde o começo... - E após um suspiro, continua. - Não acho muito agradável abandonar quem não chegou junto conosco nesse local, mas a não ser que alguém aqui tenha uma maneira rápida de detectá-los, provavelmente teremos que continuar sem eles...



-------------------------------------
Ahlen

O grupo ali presente parecia ser, em boa parte, aquisições recentes à causa, ou ao menos não faziam parte do mesmo grupo que Aeron participava desde o começo da Investida. Aos poucos as pessoas iam conversando e começando a se conhecer, o que era uma atitude aconselhável, afinal o grupo precisará estar em sincronia quando a missão iniciar de fato.

Assim que Glória começou a "listar" os presentes ali, algumas pessoas começaram a se apresentar. Seguindo o fluxo, Anne, fazendo uma leve mesura, fala:

—Me chamo Anne Roggandin, e atualmente sou a Regente de Zakharov, embora possivelmente isso não faça muita diferença nessa missão... Ainda não tenho certeza de como poderei ajudar o grupo da melhor forma possível, mas espero ser capaz de fazer minha parte quando for necessário.

Não muito longe de Anne, Axel permanecia em silêncio, aparentemente se mantendo fora de toda a discussão propositalmente, e fala apenas:

—Sou Axel Blazteel, e se depender de mim o que pudermos resolver com mágica, seja ela arcana ou divina, não será um problema...

Tahlus
Mentor
Mentor

Mensagens : 102
Data de inscrição : 14/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por klebersm17 em Ter 25 Nov 2014 - 17:43

Arn


O paladino presenciou com cautela quando seus olhos enegreceram e sua visão sumiu. Evitou entrar em desespero, já que qualquer um sabe que Tenebra é a deusa da noite.
Quando seu sentido retornar ele olha em volta e analisa a situação. Ele evita tentar formular teorias ou lógica para as coisas que vê. Para um servo de Khalmyr, as características de Tenebras podem ser bizarras. Ele estava em um mundo que não conhecia, e pensou que os habitantes de lá poderiam ter uma resposta amarga a presença dele, pelo fato de ser um paladino de Khalmyr.
Preferiu se por na posição de aprendiz, se calar e apenas observar, ouvir e analisar.

klebersm17
Fostern
Fostern

Mensagens : 91
Data de inscrição : 14/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por serial101 em Qua 26 Nov 2014 - 17:52

Kyle.

- Palácio Real de Ahlen, ai temos um verdadeiro desafio a minhas habilidades. Acredito que com um pouco de pólvora e muita imaginação posso criar uma distração de nossa escala de necessidade.

Completando para Mayra:

- Os servos dos deuses em si não me trazem nenhum problema, mas caberá a eles saber que seus senhores me abandonaram. Sua magia profana ou sagrada não pode me curar, mas fora isso não tenho nenhuma oposição ao trabalhar com eles.

----------------------
Em Sombria

OFF: É possível usar ligação telepática (5º nível) para contactar os outros personagens? Se sim Cezar conectará a todos que viu na reunião e dirá para se reunirem em algum marco de Sombria.
avatar
serial101
Athro
Athro

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/11/2013
Idade : 29
Localização : A dois passos do paraiso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Lienn em Dom 30 Nov 2014 - 0:20

Sombria

*A Dríade para por um momento em sua melancolia e ela divaga algo de forma inaudível e depois se vira para o  minotauro*

--Como eu mesmo disse, eu em nada posso ajudar a vocês, mais alguns ciclos de lua de viagem vocês podem encontrar um palácio habitado por lady carmesim, uma vampira de longa data aqui em  sombria, talvez ela possa dar a algum de vocês a informação que precisam.
Mas cuidado, as terras de lady Carmesim são perigosas e cheias de monstros dominados por ela, fora isso é só é tudo que eu sei daquelas terras.

*Depois disso ela volta a tocar sua flauta para floresta, tentando em vão reanimar as terras que estão mortas neste reino, apenas para falhar miseravelmente, a pobre  dríade se põe a chorar depois de ver que sua floresta não volta a vida, depois de algum tempo chorando a pobre dríade implora: *

-Por favor, sei que são pessoas muito ocupadas, mas nenhum de vocês poderiam me ajudar a salvar minha floresta? Ela esta morta, e eu estou sozinha, pelos deuses nenhum de vocês estaria disposto a me ajudar ?

*ela olha para o grupo em claro desespero esperando a resposta do grupo*
(off: ela não esta mentindo, ela esta sendo totalmente autentica kid e não é possível usar ligação telepática kid)


Ahlen Noite


*Adalinda roda os olhos em sinal de reprovação a frase de regan e diz:*

-Temos muito a fazer, tenho que por mascaras e roupas adequadas a este baile para vocês, precisamos de fantasias e de mascaras...
Iremos em grupos metade em companhia de Faustus e metade em minha companhia, bem temos que dividir bem o grupo, alguma sugestão? O único pre- requisito é que Kaira e Fautus não podem estar no mesmo grupo de resto, esta tudo ok.
-Vamos planejar isso juntos e a não ser que seja dito por ou por Faustus algo diferente, estaremos SEMPRE juntos, não quero falhas nesta missão, se falharmos isso poderá custar não só nossas vidas ou a de inocentes, isso poderá custar algo muito mais caro, meu dinheiro!!!

*Faustus assente com a cabeça concordando e diz:*
-Queremos nosso dinheiro e vidas ( tento nossas quanto a de inocentes) intactas, então vamos fazer o que precisamos...

*Faustus Leva o grupo para um grande vestíbulo onde varias fantasias e tipos de mascaras e diz: *
-Escolham e  enquanto discutimos a divisão dos grupos

_________________

In blackest day, in Brighest night
Beware your fears made into light
Let those who try to stop what's right
Burn like his power, Sinestro's Might.
avatar
Lienn
Mentor
Mentor

Mensagens : 113
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Dom 30 Nov 2014 - 0:46

Vendar

O desafiador pensava por um momento. Essa missão em sombria estava ficando bem fora dos rumos. Mas  mesmo assim essa dríade necessitava de auxílio. Não havia pressa, então talvez desse para ajudar.

- Bem senhorita, em que poderíamos ajudar. Não posso prometer nada, mas dependendo da situação podemos tentar algo.

------------------

Istíria

Istíria já estava cansada dessa situação. Ela não sabia em qual ponte seria necessária, nem se ela seria  útil aqui em Ahlen.

- Eu posso ficar em qualquer um dos grupos. Decidam como achar melhor.
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por martafofa em Dom 30 Nov 2014 - 20:23

Glória


-Bom, eu não sei os outros, mas eu vou no séquito da Adalinda. Nada contra o Faustus, mas já que eu posso decidir, eu vou com ela. Mas eu acho melhor que decidamos logo com quem vamos, pois quanto mais tempo tomarmos para fazer isso, mais tempo demoramos para chegar lá. E eu vou com essa roupa de colombina.
avatar
martafofa
Fostern
Fostern

Mensagens : 77
Data de inscrição : 19/11/2013
Idade : 34
Localização : No meio do mato

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por serial101 em Dom 30 Nov 2014 - 21:29

Kyle

- Acredito que Fausto terá melhor melhor uso para minhas habilidades, então seguirei com ele.

Virando-se para aquele que disse ser o mago da equipe.

- Meus conhecimentos arcanos são limitados, mas é certo que existe magias capazes de alterar nossa aparência e permitir nossa comunicação. Poderia executa-las ? Isso certamente nos daria grande vantagem.

Off: Kyle sugere Ligação Telepatica e Alterar-se.

- A menos que tenham motivo para evitar o uso de mágica, por exemplo para evitar nossa detecção.

Depois se vira para quem sugeriu fazer o plano.

- De resto precisaremos de um mapa do castelo. Podemos providenciar a compra disso pelos caminhos esperados em Ahlen (na verdade acho até que pagaríamos mais barato se contar que é pra assassinar alguém nessa terra de ladrões), ou podemos fazer um nós mesmos. A invisibilidade é um truque que aprendi a dominar com o tempo, mas diversas divinações podem produzir um efeito semelhante. Prefiro evitar o acaso nesse tipo de operação.

-----------

Cezar

A Driade parecia sincera e Cezar certamente não tinha motivo para duvidar dessas intenções.

- A distância em dias não é problemas para mim. Posso chegar ao lugar em minutos se for do meu interesse.

E pensando um pouco ele completa.

- Mas a força da floresta que se esvai, como poderia a floresta florescer sem a luz para as arvores? Mesmo que quiséssemos ajudar esse tipo de poder, de desafiar um deus maior em seu domínio, não nos está disponível.

OFF: Conhecimento (natureza ou planos) +47, plantas podem viver sem luz em sombria ou devo mandar ela virar Driade de cogumelo?

- A menos que não seja esse o problema. Diga-me eu ordeno. O que aflige seu lar? Qual o motivo da falta de vitalidade dessas plantas? Existe um espírito maligno que está espalhando a morte?
avatar
serial101
Athro
Athro

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/11/2013
Idade : 29
Localização : A dois passos do paraiso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Monteparnas em Qui 4 Dez 2014 - 8:37

Ahlen

Regan Von Heller:


O pequeno general, se adianta.

- Eu posso vincular as mentes de alguns dos nossos, mas ligar todos seria um gasto desnecessário de energia. De minha parte, manterei contato com minha irmã, Adalinda, enquanto permaneço no grupo de Faustus. Preciso, dentre os que avançarão com Adalinda, de um voluntário para se vincular a Faustus.

- Quanto aos disfarces, eu mesmo cuidarei deles, mas de forma mundana. Há muitas maneiras de se superar um disfarce mágico, mas poucas pessoas são realmente capazes de avaliar um disfarce mundano bem feito.

- Além disso, estamos falando do maior baile de máscaras de toda a Arton conhecida. Hoje o salão real de Ahlen estará aberto a todo o povo, um número considerável de foliões usando máscaras de toda sorte. Passar desapercebidos será uma tarefa realmente simples no que tange a disfarces, e se precisarmos mesmo, uma ilusão poderá ser providenciada conforme a necessidade.


Isto dito, Regan se move entre os membros do grupo e as fantasias disponíveis, selecionando roupas que permitam ao grupo usar o melhor de suas habilidades despertando o mínimo de suspeita sobre suas reais identidades.

TESTE - Enganação +62.


Mayra:


- Eu me voluntario para ficar em contato com Faustus. Tanto melhor para mim, eu prometi a Arthur que ficaria de olho no amigo dele. Kaira estará com Adalinda, e eu com ela.

- Kyle, nada de pólvora. Considerando o quanto essa festa será lotada, o risco de ferir, ou mesmo matar, alguém é alto demais. Além disso, uma distração de grande escala não será apenas desnecessária, será contraproducente. Não estamos lidando com patetas, assim que algo grande acontecer haverá atenção e segurança redobrados para todos os convivas importantes, incluindo nosso alvo.

- Nossa melhor opção é a sutileza. Manter a festa acontecendo, e o povo insuspeito de qualquer coisa extraordinária, até que o alvo possa ser engajado. Além disso, quando a detivermos não será assassinato, mas a captura e condenação de uma traidora de Arton, entregue à Tormenta. Faremos a corrupção dela patente, e assim não precisaremos explicar nossas ações. Ao menos assim será para as testemunhas da inevitável batalha, que prefiro manter em menor número possível.

- Se precisarmos de distrações adicionais, cuidarei disso eu mesma. Concentre-se no alvo, ela será desafio suficiente se seu nível de corrupção for tão alto quanto esperamos. Somos alguns dos maiores heróis de Arton, não precisamos planejar como se fôssemos uma dúzia de simples ladrões.



Caçadora Sangrenta:


A vigilante uniformizada agradece a ajuda do general Von Heller, mas prefere se fantasiar sozinha (teste de Enganação +51). Quando termina, ela se dirige aos outros.

- Eu posso conseguir um mapa do palácio se for necessário, mas em princípio acredito que o nosso alvo não será difícil de localizar, e uma vez localizada será questão de isolar. Teremos que tirá-la do palácio quando isso acontecer, ou nossa batalha pode vitimizar inocentes.

- De toda forma, quando identificarmos o alvo e seus asseclas corrompidos, eu tenho um plano para a separarmos. Peço apenas que fiquem atentos para o caso de problemas, mas em princípio se concentrem em vigiar o perímetro até que a batalha comece. Se tudo der certo, ela não saberá de nossa presença até ser tarde demais.

- Por sinal, me manterei no grupo de Adalinda.



Don Vito Corleone:


O homem que se mantivera quieto até então se adianta, um senhor nos trajes típicos da alta sociedade de Ahlen, e um fortíssimo sotaque do país. Ele fala enquanto acaricia o gato em seus braços.

- Io voy a encontrar questa ragazza, "Dama Vermelha", certo? Quando chegarmos, me deem tempo e logo eu cuidarei disso, capisce?

- Até lá, ficarei com o signori Faustus.



Kerrigan:


A mulher despe e guarda com cuidado a toga senatorial mágica que fora de seu pai, sob a qual a toga feminina tapistana de seda fina delineia seu corpo, e permite que Von Heller cuide da fantasia.

- Senhorita Istíria, porque não me acompanha no grupo de Faustus? Parece-me que Adalinda já está com suficientes servas da Deusa da Vida, se contará com ambas as suas colegas. Como devota de Marah, eu apreciaria vossa companhia.

_________________
In fearful day, in raging night,
With strong hearts full, our souls ignite,
When all seems lost in the War of Light,
Look to the stars-- For hope burns bright!
avatar
Monteparnas
Mentor
Mentor

Mensagens : 408
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31
Localização : Sobradinho, DF

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por serial101 em Qui 4 Dez 2014 - 19:59

Kyle para Regan:

- Infelizmente nenhum disfarce mundano é capaz de esconder o efeito a tormenta que me maculou. Um disfarce mágico seria melhor para mim.

Para Mayra:

- Minha intenção não é usar a pólvora para explodir nenhum local com pessoas. Na verdade pretendia usar na fabricação de fogos de artifícios e bombas de fumaça. Como eu disse: distração.
avatar
serial101
Athro
Athro

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/11/2013
Idade : 29
Localização : A dois passos do paraiso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Sex 5 Dez 2014 - 14:53

Istíria sorri com o convite de Kerrigan.

- Obrigada, então irei no grupo de Faustus com você. Obrigada pela companhia.

Ela examinava melhor a Kerrigan e fala.

- Bem, é um pouco estranho ver uma devota de Marah nesta missão. Afinal provavelmente a Dama vermelha exigirá de bastante violência para ser capturada. Mas bem, eu mesma não sou um exemplo de seguidora de Lena mesmo. O que a levou a vir para cá Kerrigan?
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Tahlus em Sab 6 Dez 2014 - 1:27

Ahlen

Axel escuta a pergunta de Kyle sobre a possibilidade de usar algumas magias, e logo percebe Regan entrando na discussão e passando seu ponto quanto a isso. Assim que o Mago termina de falar, Axel começa a sua resposta:

—Mudar nossas formas com magia é algo simples até, mas como nosso colega aqui falou, isso pode ser detectado, então possivelmente tentarmos usar disfarces mundanos pode ser mais eficiente. Quanto à comunicação, provavelmente ligar todas as mentes entre si será um exagero, mas  posso fazer isso sem problemas se o grupo quiser. Posso até usar algumas magias extras para ajudar com isso tudo, se acharem necessário...


Então, o grupo ali presente começou a ser dividido novamente, dessa vez entre os "times" de Faustus e Adalinda. Vendo como o grupo ia se separando, Anne fala:

—Acho que vou com o grupo da Adalinda então...

Em seguida, Axel diz:

—Não tenho problema em ir em qualquer um dos grupos, mas considerando que Regan está no Grupo do Faustus, provavelmente esse time não vai ter muitos problemas quanto a parte Arcana, então vou no grupo da Adalinda também.

***
OFF escreveu:Ainda não estou com a lista completa de magias arcanas e divinas do Axel feita, mas se o povo quiser receber buffs antes de separarmos os grupos é só falar que provavelmente ele vai conseguir usar...
***

---------------------------------
Sombria

Enquanto o grupo aparentemente decidia continuar a missão sem o resto dos membros que haviam sido separados, a Dríade comenta sobre um local onde talvez pudessem conseguir algum auxílio, para depois pedir de maneira um tanto desespera pelo auxílio deles. Aeron observava a Dríade, bem como as respostas de seus colegas. Pouco depois do Minotauro terminar sua fala, Aeron decide dar a sua opinião sobre a situação.

—Sobre a tal "Lady Carmesim", lidar com monstros não é nada demais para nós, embora eu acredite que ela não vá ficar muito feliz se chegarmos na casa dela fatiando os "bichinhos" de seu quintal... Já sobre o seu problema, não sei se poderemos lhe ajudar, mas só vamos ter certeza se soubermos qual é o problema...

Ele então espera, junto com seus colegas de grupo, pelas respostas da criatura que pedia ajuda a eles...

_________________
"Força Bruta: se não funcionou, é porque você não usou o bastante"
-Um sábio...
avatar
Tahlus
Mentor
Mentor

Mensagens : 102
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Dornelles em Seg 8 Dez 2014 - 19:13

Dornelles

Considerando que já esperava não enxergar nada no plano de Tenebra, Dornelles confiava no seu faro e no de Volg. Percebeu quando parte do grupo sumiu e não se preocupou. Todos ali sabiam se virar. Desde que não cometessem nenhuma imprudência no plano de um deus maior, ficariam bem. Se fizessem alguma burrice... Bem, paciência. Ao ouvir o pedido da dríade, compadeceu-se. Sempre havia sido um coração mole.

-Farei o possível para resolver o mal que aflige suas matas, senhorinha. Permita-me alguns momentos de análise detalhada para asseverar o que se passa. Deveras, a falta de luz direta incidindo sobre a vegetação seria algo assaz danoso, mas a natureza é sábia, e o homem, inventivo.

Por fim, dirigindo-se aos demais:
- Os sumidos hão de aparecer, cedo ou tarde. Se quiserem ir na frente, os encontro depois. Posso seguir o cheiro de todos, e aviso se captar um rastro dos que foram separados do grupo. Tentem evitar magias divinas, se for possível evitar. Usar magia de uma deidade no plano de outra é temerário. Se madame Tenebra sentir-se desafiada, isso pode custar caro.

A seguir, Dornelles começaria a analisar a floresta e pensar em alternativas para resolver o problema que encontrasse. Ademais, estudar vegetação nativa de um plano divino não era algo que se pudesse fazer todos os dias. A oportunidade era única.

Off: teste de Conhecimento(tudo o que puder) e se necessário, Diplomacia pra acalmar a dríade.

Dornelles
Filhote
Filhote

Mensagens : 14
Data de inscrição : 15/11/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Mamorra em Seg 8 Dez 2014 - 23:13

-- Por que eu acho que essas vestes têm um toque de seu humor, Regan Von Heller?! -- Questiona Kaira após retornar já vestida -- Estou parecendo cruel... Eu apreciei a escolha. É confortável e bem melhor que aquelas vestes de homem que a Lenneth vestia... Já podemos partir?!

Fantasia:






-- Lorde Dornelles, caso precise, eu gostaria de ficar e ajudar-lhe a recuperar a floresta. Não posso rejeitar um pedido de ajuda. Simplesmente não é certo... Irmão, Vá com os outros até o palácio de Lady Carmesim e mantenha Melissa calma. Sabe como ela fica quando o irmão não está com supervisão... -- Altria seguiu aonde o druida ficara com Volg.

-- A tampinha heroína... Têm certeza de que você não é a mãe?! Deixa pra lá... Vem Melissa... Vamos todos... Depois eles nos alcançam... -- Thormy parecia menos metido enquanto pediu para todos irem.

-- Mas nós temos que saber, e se o meu irmãozinho estiver nas mãos de um feiticeiro maligno. Sabe como ele fica. Temos que ir rápido. -- Melissa parecia realmente preocupada com o irmão.

-- Mantenha a calma, Melissa. Seu irmão está bem. Ele está com o Rei-Imperador, não está?! Tenho certeza de que quando chegarmos, eles estarão comendo biscoitos e bebendo cerveja anã enquanto riem de nossas caras. Mas vamos. Não vamos deixá-los esperando... E vocês, querem um convite formal para partir?! -- Thormy continuava a chamar todos para partir.

_________________
avatar
Mamorra
Mentor
Mentor

Mensagens : 174
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31

Ver perfil do usuário http://orangovivo.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Tahlus em Ter 9 Dez 2014 - 12:09

Aeron observa alguns de seus colegas decidindo ficar para trás. Dornelles não perde tempo, e logo começa a analisar o local, enquanto Altria se prontifica a ajudar na situação. A separação inicial já poderia ser um problema, e agora o grupo parecia se separar novamente. Antes que Dornelles e Altria se afastem demais, Aeron fala:

—Eu não tenho a intenção de impedi-los, mas acho que se conseguirmos manter algum contato será melhor. Não duvido da sua capacidade de nos encontrar, Dornelles, mas é melhor não subestimarmos a situação... Se algum dos conjuradores puder fazer algo a respeito eu acho que essa é uma boa hora pra agir...



(OFF:Serial, acho que essa é uma boa hora pra usar aquela "Ligação Telepática" que você ofereceu antes...)

_________________
"Força Bruta: se não funcionou, é porque você não usou o bastante"
-Um sábio...
avatar
Tahlus
Mentor
Mentor

Mensagens : 102
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Monteparnas em Ter 9 Dez 2014 - 21:38

Ahlen

Regan Von Heller:


- Um disfarce mundano será mais que suficiente, contanto que cubra seu corpo inteiro, e é precisamente o que vai acontecer, senhor Kyle. Basta que não o remova, nem deixe que ninguém mexa nele, enquanto estivermos na frente de gente inocente.

- Ótimo que tenha apreciado a fantasia, Kaira, lhe caiu muito bem, por sinal. Imagino qual será a cara de seu irmão quando a vir, ao retornar de Sombria.

- Senhor Axel, creio que podemos facilmente dividir as responsabilidades pela preparação do grupo. Duas Ligações Telepáticas bastarão, eu conjuro uma, o senhor a outra. Quanto à fortificação geral do grupo, como comandante de tropas essa é uma de minhas especialidades. Se precisar de ajuda com seu grupo, posso fornecê-la sem problemas. Apenas se nossa tarefa se estender por mais de um dia precisarei revisar as conjurações.


Mayra:


- Apenas tome cuidado, Kyle. Não sei se fogos de artifício serão algo tão surpreendente nessa festa, mas pode dar certo.

Caçadora Sangrenta:



Don Vito Corleone:



Kerrigan:


- Proteger nosso mundo é uma responsabilidade para todos, não? De toda forma, espero que minha ajuda sirva para manter os conflitos apenas no absolutamente necessário. Eu tenho que cuidar das pessoas que eu amo, sabe? E é para isso que eu estou aqui.

- Mas e você, Istíria? Eu já ouvi dos bardos algumas histórias sobre você, mas nunca me foi clara sua motivação. O que a fez enfrentar tanto a Tormenta, e o que a trouxe aqui hoje? Peço desculpas pela indelicadeza, mas você é uma espécie de mistério para mim.


_______________________________________________________________________________
Sombria

Cassandra:

Acrescente o chapéu e as tatuagens:


A mulher observava em silêncio o grupo até o momento, algumas vezes analisando a floresta, mas outras parecendo perder o foco e olhar o vazio. Quando começam a falar em se separar, ela dá um passo à frente e começa a falar:

- O mal que aflige esta floresta carrega a marca de nosso inimigo presente. Não há razão para dividir o grupo: o tempo para salvar esta mata será compensado, pois nos dirá nosso destino nesta terra.

- Tais são as visões que a Fênix me mostra. Os que se desviaram seguirão por sendas que não nos competem, farão o que precisam fazer. Mas nós os reencontraremos quando a hora chegar, para salvar aquela a quem viemos resgatar.


Ela se volta para Melissa.

- Teu irmão estará bem quando deixarmos este reino umbral. Haverá para ti surpresa e revelação quando o reencontrar, e deves estar com o coração preparado, mas não precisa temer. Quando teus olhos se abrirem, fale com teu pai. Ele estará do teu lado. Fale com tua mãe apenas quando estiverem a sós, pois será uma conversa difícil.


Mellody:


Melody se mantinha perto da filha enquanto observava toda a situação. Ela se adianta quando escuta a profecia de Cassandra, pegando alguns instrumentos em uma bolsa.

- As profecias dela nunca falharam. Se é assim, eu ajudo o senhor, Dornelles, não é? Com minha magia podemos analisar mais rapidamente o que aconteceu aqui. Confiarei em sua ciência botânica, Jack me disse que você é uma espécie de Druida-Cientista, estou certa? Uma análise do solo e das plantas não deve demorar muito.

A mulher mostra a Dornelles alguns instrumentos de análise e explica seu funcionamento, tanto técnico quanto mágico, para que possam trabalhar rápido no estudo da situação.

Sarah:


Uma jovem tímida, aparentemente a filha da mulher que agora ajudava Dornelles, se mantivera junto da mãe até agora, um pouco afastada dos outros. Ela olhava tudo com curiosidade, e parecia realmente condoída com a situação da mata. Agora que a mãe estava trabalhando ela olhava curiosa e sem jeito para o grupo, calada. Aqui e ali se viam sinais estranhos em seu corpo, que pareciam feitos de uma luz pálida, em formas que lembravam as tatuagens dos Quareen, ou as tatuagens da mulher que acabara de profetizar, mas bem menores e mais discretos.
_______________________________________________________________________________
Algum lugar em Sombria

Um navio peculiar, com o formato de um cefalópode, singra os céus de Sombria. O monstro que comanda sua reduzida tripulação vasculha o plano escuro, enquanto pensa perdido em pensamentos. Ele toca um belo violino esmeralda enquanto medita frente a um baú desgastado e antigo, coberto do limo do fundo dos mares de mundos incontáveis.

_________________
In fearful day, in raging night,
With strong hearts full, our souls ignite,
When all seems lost in the War of Light,
Look to the stars-- For hope burns bright!
avatar
Monteparnas
Mentor
Mentor

Mensagens : 408
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31
Localização : Sobradinho, DF

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Qua 10 Dez 2014 - 0:02

Vendar

Ao ouvir as previsões de Cassandra Vendar fala:

- Bem, então se ajudar a dríade vai ajudar nosso objetivo inicial, não vejo razão alguma para não fazê-lo.

Ele não acreditava realmente nas previsões dela, mas o simples fato disso acabar com uma divergência já fazia Vendar se sentir melhor. Por isso ele daria o voto de confiança para Cassandra. O desafiador se volta para a dríade.

- Bem, agora que está decidido, conte-nos o que está havendo com sua floresta.


-----------------------

Istíria

Istíria é pega de surpresa pela pergunta de Kerrigan.

- É bom que tenha pelo menos uma pessoa ajuizada no meio de tantos combatentes. Fico feliz de você estar aqui Kerrigan. Mas minhas motivações? Por que elas são um mistério para você?
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Monteparnas em Qua 10 Dez 2014 - 0:41

Kerrigan:


- Talvez seja apenas ignorância minha, eu só soube pelo canto dos bardos. Nas canções nada é dito sobre o que te levou a enfrentar a Tormenta. E você não se diz uma serva típica de Lena, não é? Por quê? Quais os seus motivos? Eu estou curiosa, se não incomoda perguntar.

_________________
In fearful day, in raging night,
With strong hearts full, our souls ignite,
When all seems lost in the War of Light,
Look to the stars-- For hope burns bright!
avatar
Monteparnas
Mentor
Mentor

Mensagens : 408
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31
Localização : Sobradinho, DF

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por serial101 em Qua 10 Dez 2014 - 0:46

Tahlus escreveu:Ainda não estou com a lista completa de magias arcanas e divinas do Axel feita, mas se o povo quiser receber buffs antes de separarmos os grupos é só falar que provavelmente ele vai conseguir usar...

Eu gostaria de Alterar-se.

-------------

Em Sombria:

- Pois que seja, estaremos em constante comunicação, mas faremos isso em duplas. Um fica comigo para ajudar aqui os outros seguem. Se puder escolher fica Dornelles, o Druida.

Dito isso ele saca uma garrafa de vidro com uma tampa feita com uma pedra vermelha.

Ao abrir uma fumaça verde sai e depois de instantes começa se solidificar na forma de uma mulher.

Spoiler:

- Maya, Desejo que forme uma ligação entre mim e meu novo aliado.

- Seu desejo é uma ordem senhor.

Ela realiza Ligação Mental (4pms) conforme ordenado.
----------------------------------
Kyle se disfarça como um folião, inclusive colocando uma mascara para cobrir o rosto.

Spoiler:

- Nesse caso então acho que estamos prontos.

E ele preparará os fogos de artificio, conforme foi dito, caso seja conseguida a pólvora.

Se voltando a Istíria:

- Acredito que seus assuntos a você pertençam. Não acho que deveria contar a menos que deseje faze-lo. Se você resolveu enfrentar a Tormenta por que ela está estragando a terra dos seus ancestrais ou por um demônio te roubou 5 moedas não importa, você quer ajudar e para mim isso já basta.


Última edição por serial101 em Qua 10 Dez 2014 - 0:58, editado 1 vez(es)
avatar
serial101
Athro
Athro

Mensagens : 665
Data de inscrição : 20/11/2013
Idade : 29
Localização : A dois passos do paraiso

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Qua 10 Dez 2014 - 0:57

Istíria

- As canções não dizem a razão, acho que fica melhor assim. A história deve entendiar vocês. Mas sou uma curandeira poderosa, além de ser capaz de curar insanidade, então a Rainha shivara teve razões para me chamar. Quando a eu não ser uma serva típica de Lena... Bem eu não sou uma clériga, nem sou serva de Lena na verdade. Ela simplesmente me deu esses poderes uma vez. Eu simplesmente tenho usado eles da melhor forma que posso. E eu nem mesmo sou mãe como as clérigas. Algumas delas ficaram meio... frustradas quando descobriram.
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por martafofa em Qua 10 Dez 2014 - 1:30

Glória

Bom, eu também não sou mãe, Istíria né? Mas isso não me impediu de ser escolhida da Deusa da Vida, mesmo sendo uma devota de Lena. Também sou uma curandeira poderosa e sei curar insanidade. Não vi nada de demais em você. Eu fui chamada pessoalmente pelo Rei-Imperador Lucian Silloheron. Mas por mim, uma devota da Grande Criadora da Vida, você pode ser uma escolhida dela, mesmo achando que Ela não deveria ter feito isso, pois você demonstra ser um grande fardo, mas Ela sabe o que faz. É você a abençoada de Lena que atacou o Rei de Lomatubar e a Duquesa de Selentine sem que eles tivessem dado motivo? Saiba que a Duquesa é uma grande amiga minha e que da próxima vez, eu mesma resolvo isso com você. Sim, eu sei que eles são vampiros, mas que não fazem nenhum mal a nós.
avatar
martafofa
Fostern
Fostern

Mensagens : 77
Data de inscrição : 19/11/2013
Idade : 34
Localização : No meio do mato

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Qua 10 Dez 2014 - 1:49

Istíria

Istíria aparentemente só nota a outra falando com ela agora. Ela ouve a tudo que ela diz com uma face um pouco confusa.

- Então existe alguém com eu? É a primeira que eu encontro, e olha que já vi muita coisa. É até um alívio saber disso. E como você sabe que eu não gostei de ter sido escolhida por Lena? Quanto ao vampiro, não é qualquer um que consegue ter tanta energia maligna, mas eu só senti tanto mal em balores. Mesmo pessoas com toques de crueldade não chegam a esse ponto. Se você confia nele, não vou te convencer do contrário. Mas não me peça o mesmo. Já perdi amigos para vampiros, muitos deles de maneiras bem cruéis, e não quero correr o risco disso se repetir.

Ela então olha um pouco confusa para as próprias mãos.

- Estranho, achei que a única razão de eu ter sido chamada era a minha magia de cura poderosa. Mas se você já pode fazer o mesmo, por que a Rainha imperatriz me chamou para a investida?

Ela começa a tremer, parece bem assustada.
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por martafofa em Qua 10 Dez 2014 - 2:10

Glória

Emitir energia maligna não é razão para ser atacado sem motivo, nessa Investida existem outros seres maus, você vai atacá-los sem provocação também?Vai atacar o irmão do Imperador-Rei, que nem acreditar nos Deuses acredita e é mal? E eu sei que você não gostou de ser escolhida por Lena pelo seu tom de voz ao falar disso. E a Rainha deve ter te chamado porque sempre é necessário um emplastro a mais, sabe entramos na luta contra a Tormenta. Mas se você não sabe ser mais do que um unguento ambulante, não é problema meu.
avatar
martafofa
Fostern
Fostern

Mensagens : 77
Data de inscrição : 19/11/2013
Idade : 34
Localização : No meio do mato

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Monteparnas em Qua 10 Dez 2014 - 2:32

Kerrigan:


Kerrigan fica agoniada com a briga que começou. Um conflito é a última coisa que ela queria ao iniciar a conversa.

- Minhas queridas, por favor! Precisamos mesmo de tanta hostilidade!? Senhorita Glória, Istíria serve à sua deusa, e esta é a vontade patente de Lena. Deixe-a como está, pois ela serve aos mesmos desígnios que você.

- Istíria, querida, desculpe se minhas perguntas a incomodaram. Você não deve explicação alguma a ninguém, decerto. Não creio que haja motivos preocupantes, conheço a reputação que lhe precede e é de uma aventureira extraordinária. Será um prazer tê-la entre nós para nos oferecer suas habilidades e experiência contra o inimigo.

- Quanto aos mortos-vivos, desnecessário se ofender com antecedência. Se Istíria desconfia, e não posso negar-lhe o direito da desconfiança, que fique atenta aos vampiros. Se eles não lhe derem motivo para atacar, ela não o fará, certo, Istíria?

- E se Glória confia neles, é dela esse direito, e talvez tenha motivo para isso, não é isso? Se estiver errada, em tempo será revelado, mas se estiver certa, há necessidade de conflito? Glória não permitirá que essas criaturas se banqueteiem da destruição de inocentes, estou certa, Glória?

_________________
In fearful day, in raging night,
With strong hearts full, our souls ignite,
When all seems lost in the War of Light,
Look to the stars-- For hope burns bright!
avatar
Monteparnas
Mentor
Mentor

Mensagens : 408
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31
Localização : Sobradinho, DF

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Lienn em Qua 10 Dez 2014 - 2:48

Ahlen noite

Adalinda olha e diz:

-Os grupos, estão prontos e não vejo motivo para  nos atrasarmos muito ais, faremos o possível para tentar achar red queen e depois de tudo destruir seus asseclas, mas nada de pólvora kyle, não quero o lugar tendo pessoas em pânico, lembre-se que pólvora é proibido no reinado e nós não queremos atenção indesejada.
Os arcanos já tem ciência do que fazer para manter os dois grupos  ligados mentalmente e a nós  devemos estar preparados para tudo.

Vamos pois o baile já esta acontecendo e dura 3 dias devemos nos manter lá e encontrar esta mulher o mais rápido possivel


adalinda:


*Fautus ajeita sua roupa com capuz e olha discursão das duas servas de lena, eram alvos tão fáceis era até covardia, e uma delas é uma garota que desde o inicio o irritara, por querer mostrar ele como um monstro, ele não é um monstro. Ele é um elfo filho da puta, degenerado, Traidor, biltre, Pilantra, trapaceiro, canalha, machista e servo de szzas ah um assassino, não podemos esquecer de assassino... ele era uma boa pessoa, um cidadão de Arton exemplar , não um monstro terrível...
Ele olhava e dizia a si mesmo para resistir a tentação, e seu  sua consciência mandava tudo ir o caralho e ir a Forra com  as garotinhas e olha, uma delas é um galinho de briga... que adorável!! *
Faustus:

*Em um momento ele olha para Adalinda como se pedindo autorização, ela apenas da de ombros enquanto se veste e nem liga para o que ele vai fazer, ele apenas se esgueira como uma cobra peçonhenta para perto das duas e chega perto de gloria com seu ar mais ofendido e diz:*

-Veja bem gloria, veja como ela é injusta, eu estou aqui, prestando um grande serviço a arton desde épocas remotas e fazendo o meu melhor para ajudar os deuses e ela me trata como se eu fosse um estranho e ainda erra meu nome de proposito, eu sou Faustus e não Fausto, tudo que me sobrou de minha época foi meu amigo e meu nome, ela faz questão de errar meu nome e me ofender e me humilhar...
Eu já sou um elfo desterrado, Meus parentes estão perdidos no mundo ou mortos, a família que ganhei quando me tornei um general, foi brutalmente retirada de mim e eu tive que ficar 800 anos vendo  meu melhor amigo definhar  em sanidade e esperança, depois de todo o calvário que eu passei, eu ainda sim vim Ahlen com um objetivo nobre de dar aos sádicos brinquedos sem vida, para assim salvar vidas de um destino cruel e terrível nas mãos destes monstros...
Acham que eu não sofro, que eu não me sinto mal? Sim eu sinto e choro, mas algo tem que ser feito pelo bem de Ahlen, e eu me sacrifiquei novamente por este bem, mas ai vem ela, a carrasca, para julgar-me e fazer da vida minha um martírio.
Lady gloria entenda minha sina, que é ser odiado e humilhado, mas se a senhora tiver um pouco de piedade, me diga... eu sou tão terrível assim.


Off: a parte de sombria eu faço logo mais, pois ta tarde lol! lol! lol! lol!

_________________

In blackest day, in Brighest night
Beware your fears made into light
Let those who try to stop what's right
Burn like his power, Sinestro's Might.
avatar
Lienn
Mentor
Mentor

Mensagens : 113
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 31

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por martafofa em Qua 10 Dez 2014 - 3:48

Glória

Senhorita Kerrigan, eu confio plenamente na minha amiga Lurienel. Sei que ela não fará nenhum mal às pessoas ao redor e confio na escolha dela de consorte, tenho confiança de que fará o mesmo que ela. Mas essa moça de cabelo rosado não parece ver querer ver para crer, vai logo machucando quem ela nunca viu antes só por que emitem aura maligna, sem que eles tenham dado razão alguma para ser atacados. Mas se a Grande Deusa da Vida escolheu uma cabeça-oca que usa suas magias de cura para atacar mortos- vivos indefesos e logo em seguida se derrete por uma outra, Ela tem as suas razões.


Senhor Faustus, essa moça te fez tanto mal assim? Ninguém merece ser tratado assim sem motivo nenhum ou ser questionado sobre as razões de seus atos. Sei como é perder todas as pessoas que conhece em guerra, perdi meus pais em um sequestro no meio da queda de Lenorienn e todos os meus amigos morreram nessa guerra, o que me deu forças para continuar foi Lena e os amigos que fiz enquanto me aventurava. Uma de minhas melhores amigas é Lurienel, a vampira que essa coisa de cabelo rosa atacou sem motivo. Senhor Faustus eu não sei se o senhor é mal ou não, mas sei que não se maltrata alguém assim sem motivo. E você é tão bonito, quem sabe depois dessa missão no palácio eu não te dou uma massagem beeem gostosa?



Istíria, você tem causado muitos problemas a seres que não te fizeram mal algum? Se alguém te bater, você vai fazer carinho?
avatar
martafofa
Fostern
Fostern

Mensagens : 77
Data de inscrição : 19/11/2013
Idade : 34
Localização : No meio do mato

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por windstorm em Qua 10 Dez 2014 - 13:41

Istíria olhava para as próprias mãos, ela tremia e suava frio. Mas respirou fundo e aos poucos se controlou. Nisso ela notou Gloria falando com ela. Só então percebeu que havia ficado imersa demais nas memórias e conclusões que havia tomado para notar o ambiente ao redor.

-Oi, err... poderia repetir? Eu não ouvi a primeira vez.
avatar
windstorm
Fostern
Fostern

Mensagens : 93
Data de inscrição : 14/11/2013
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ultima Libertação (In Game) ANO 1418

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 15 Anterior  1, 2, 3, 4, 5 ... 9 ... 15  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum